segunda-feira, 18 de abril de 2016

Passando em branco (só por hoje)


Só por hoje fiquemos em paz, tranquilos.
Só por hoje como aqueles que prometem 
Apenas "hoje" batalhar contra seus vícios
Sem esmorecer.
Mesmo que os preconceitos e os obstáculos,
Tentem impor barreiras aos nossos objetivos
E tentar fazer-nos deixar de acreditar
O quanto vale a pena viver a vida no agora.
Não o agora do tempo do verbo
O agora exato, deste momento, desta hora
Destas batidas de nossos corações
Dos sorrisos espontâneos esperançosos que se abrem 
Como perfeitas orações.
Só por hoje, sem preocupações;
Sem ficar decifrando quem agora ou no dia vindouro
Serão em nossas vidas
Heróis ou vilões.
Só por hoje, deixemos a madrugada e o dia valer ouro.
Passar em branco.
Não o branco da falta, do vazio.
Mas o branco como se fosse visto
Através das expectativas felizes
De uma noiva rumando em direção a um altar
A completa entrega ao branco
Sabendo que se pode 
Sem medo a ele se entregar.
Vamos passar este dia em branco, sem temor?
O branco da paz
Entre nós, mas acima de tudo
A paz interior.
Passemos em branco
Isso há de se ter valor.

Mi F. Colmán


  A canção e o vídeo são lindos, vale a pena assistir.

7 comentários:

  1. Que linda tua poesia,Mi! Vale muito viver o agora e aproveitar momentos! E a Paz sempre precisamos dela por perto e em nós...

    bjs, chica, tudo de bom!

    ResponderExcluir
  2. Ainda não vi o vídeo e a canção...mas recebo como um Bom Dia este poema cristalino, doce, esperançoso e imediato, no sentido de estar sentindo agora como minha pulsação, obrigado querida Mi.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
  3. Que lindo, Mi! Não tinha visto você escrevendo poesia ainda, rs. Ficou muito legal e profundo. Adorei!

    ResponderExcluir
  4. Oi Mi, que linda você!
    Está poetizando, se transformando em versos e encantando!
    A vida é feita de momentos lindos não é? E devemos aproveitá-los ao máximo!
    Adorei o vídeo, pois não conhecia!
    Realmente é maravilhoso querida!

    Saudades demais de você, mas vejo que está ótima, está leve, livre e solta...
    Pois quando os versos saem tranquilamente, é que a vida da gente está serena....
    Beijos e uma semana maravilhosa minha querida!! :))))))

    ResponderExcluir
  5. Que lindo!! Amei seu poema, Mi. Uma reflexão pra vida toda, essa vida que se faz desse somatório de instantes que passam e não voltam mais. E a gente nao se dá conta, ou se dá conta quando já foi. Esse instante aqui, já passou. Esse instante aqui que você leu, já é outro instante e nunca mais volta. Muito bom ler isso que você escreveu.

    ResponderExcluir
  6. Que lindo! Adorei seu poema, Mi. Uma reflexão pra vida que se faz desse somatório de instantes que não nos damos conta e de repente, já foi. Esse instante aqui já passou. E esse aqui em que tá lendo isso, também. Embora a cabeça esteja quase sempre no futuro, temos de ser felizes com esse olhar pro presente.

    ResponderExcluir
  7. Olá, Mi! Talvez essa fosse a melhor forma de viver, deixando rolar sem grandes expectativas, e ainda assim, sem angústias.
    Abraços!

    ResponderExcluir

"Não compartilho meus pensamentos achando que vou mudar a cabeça de pessoas que pensam diferente. Compartilho meus pensamentos para mostrar às pessoas que já pensam como eu que elas não estão sozinhas". Autor desconhecido

"Ser feliz é saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta". Augusto Cury

É muito bom saber que gostou da postagem e irá comentar.
A moderação de comentários está ativada e tratarei de responder apenas o necessário, se houver.
Se tiver um blog, deixe a url no final do comentário para que possa encontrá-lo.
Comentários tais como ofensas, discriminação, divulgação de sorteios, de blogs ou que não tenham a ver com o conteúdo da postagem não serão publicados. Grata.

Mi F. Colmán

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"Enquanto eu estiver por aqui e me for possível, escrever continuará sendo a medicação mais forte e a terapia mais eficaz para a minha sobrevivência". Mi F. Colmán

Quem ri por último, Rivotril

Quem ri por último, Rivotril
Mais um Rivotril. O restinho dos ratos gritando somem. O restinho das pombas macabras somem. O restinho dos corvos somem. Todos para longe. Lá vai a mulher que assusta. Tati Bernardi.