13/07/2015

Dia Mundial do Rock - Roqueiros são mais inteligentes. Será?


Roqueiros são mais inteligentes, "apontam estudos" da Universidade de Warwick na Inglaterra.

"Os pesquisadores descobriram que, longe de ser um sinal de delinquência e pouca habilidade acadêmica, muitos adolescentes que gostam de rock são por vezes brilhantes e às vezes utilizando a música para lidar com o estresse e a pressão e liberar a critividade por serem considerados diferentes."

Admito que tentei encontrar esta matéria que dizem ser do site G1, mas não encontrei. Notícias fakes ou reais à parte, achei coerente colocarem "por vezes" e "às vezes" no enunciado. Afinal, conheço pessoas brilhantes que não curtem rock e pessoas, cof cof... nada brilhantes que são roqueiras.
O grande problema que antes me passava despercebido e só passei a notar depois que aderi ao estilo gótico e, principalmente screamo, é a intolerância desnecessária dos roqueiros estereotipados.
Sim, apesar de se dizerem com inteligência superior aos demais e livres para fazerem o que quiser, na prática, não é bem assim que funciona e muitos que se assumem roqueiros são pessoas totalmente fechadas para o mundo e escravizadas por um estereótipo.
Conheço uma garota geek que curte folk e até black metal. Quando ela declarou isto em público, muitos roqueiros que só andam com camisetas de bandas pareciam ter recebido a informação mais absurda do mundo. O que é uma grande idiotice.



É certo que o jeito de se vestir diz muito sobre quem você é, mas não é o único referencial. E há de se entender que há diversas vertentes no rock, o pessoal que curte alternativo possui um visual totalmente diferente de quem curte um metal mais pesado. Outro detalhe também é que nem todo mundo que gosta de ouvir determinado tipo de música abraça a filosofia de uma subcultura. Conheço diversas pessoas ditas "comuns" que curtem The Cure sem ter absolutamente nenhum contato com góticos.
Outra intolerância é a disputa que existe dentro do próprio meio. Conheci um cara que curtia Led Zeppelin e começou a andar com uma turma de black metal, antes dos amigos chegarem em sua casa, ele escondia absolutamente TUDO que tinha do Led para não ser criticado. Isto é um ato inteligente e livre?
Aliás, eu estou completamente out deste tipo de imposições. Assumo publicamente que não sou fã de Black Sabbath, prefiro mil vezes a carreira solo de Ozzy Osbourne. Curto baladas de bandas toscas estilo glam rocker como Def Leppard, Whitesnake e Poison para o horror dos fãs do Metallica (banda que também sou fã, mesmo em sua fase mais "comercial"). Curto grunge desde Nirvana a Pearl Jam, adoro um rock britânico que é quase pop como Oasis e The Verve e bandas que sequer são consideradas rock pelos mais radicais como Silverchair e Linkin Park.
Ah sim, adoro um black, doom e trash metal também. Junto com minhas músicas clássicas, new age, darkwave, screamo, hardcore, hip hop e até uns sons mais pops.
Não sou adepta ao sertanejo universitário, pagode, axé, funk e afins, porém, se algum dia chegar a curtir algum som vindo destes estilos, não hesitarei em declarar. Assim como não evito o contato com pessoas que curtem como se tivessem alguma doença contagiosa. O gosto musical não define por completo um ser humano.
A primeira pergunta que recebi quando cheguei toda de preto no cursinho foi: "Você é roqueira?" Minha resposta foi: "Sou gótica e screamo". Isso abriu um espaço para conhecer um cara super legal e interessado por conhecimentos musicais. Ele é músico, porém, fechou-se no clássico por não andar com companhias diferentes.
Hoje é Dia Mundial do Rock e ao invés de fazer somente uma postagem previsível como uma homenagem, preferi dividir um pouco de minhas experiências com esse estilo tão amado e odiado.
I Wanna Rock!
Sim! Eu quero e amo rock!


Mas eu quero e amo muito mais ser livre para ouvir tudo o que eu quiser.

Mi F. Colmán 

Deixo com vocês, não um rock pesado, mas uma balada.
O hino que me embalou a minha vida toda, do presbiteriano mais subversivo do planeta Terra, meu ídolo que amo de paixão e para mim, representa toda a essência do verdadeiro rock:







Se tem uma lágrima no meu rosto
Isso me arrepia até os ossos
Isso me faz tremer, querida
É apenas um cisco que caiu no meu olho
E você sabe!
Eu nunca choro
Eu nunca choro...

Algumas vezes eu bebo mais do que preciso
Até a TV sair do ar
Eu posso ser solitário
Mas eu nunca estou sozinho
E a noite pode passar por mim
Mas eu nunca choro

Arranque fora, arranque os meus olhos
Às vezes eu gostaria de ser cego...
Quebre um coração, quebre um coração de pedra
Abra-o, mas não o deixe
Não o deixe solitário

Porque ele é a única coisa que tenho pra te dar
Acredite em mim, querida, ele nunca foi usado
Meu coração é virgem, e nunca foi tentado
E você sabe!
Eu nunca choro...
E você sabe!
Eu nunca choro...
E você sabe, e você sabe, e você sabe...
Eu nunca choro...
Eu nunca choro!

Quebre um coração, quebre um coração de pedra
Abra-o, mas não o deixe solitário
Porque ele é a única coisa que tenho pra te dar
Acredite em mim, querida, ele nunca foi usado
Meu coração é virgem, e nunca foi tentado
E você sabe!
Eu nunca choro!
Eu nunca choro!

I´m bleeding, quietly living I´m living, quietly bleeding - Dominik
 renata massa