sexta-feira, 3 de julho de 2015

Neil Gaiman - Tag


Esta tag foi roubada de uma assumida ladra oficial de  tags, a Lu Tazinazzo do Aceita um leite?
E como ladrão que rouba ladrão... rs
Na real, eu a descobri no blog da Pandora do Uma Pandora e Sua Caixa e está sendo legal encontrar na blogosfera fãs de Neil Gaiman como eu.
Esta tag me chamou a atenção não somente pela criatividade da criadora, mas completando quase um ano de blogosfera, nunca tinha me deparado com uma tag com questionamentos tão introspectivos e profundos. Respondê-la foi desafiante.

1 - Coraline - Coraline: Aquela vez que você precisou tomar cuidado com o que desejava.

A vida é feita de escolhas (no meu caso, geralmente as erradas, rs) e, portanto, acredito que todo o tempo é preciso cautela com o que desejamos.

2 - Richard Mayhew - Lugar Nenhum: Aquela vez que você se sentiu em casa longe de casa.

Nunca. Sério. Concordo com a música do Minor Threat, uma banda do movimento Straigh Edge que diz "There´s no place like home". E é isso aí. Não existe lugar como a nossa casa.

3 - Shadow - Deuses Americanos: Aquela vez que você se viu rodeado de pessoas incríveis.

Todas as pessoas são incríveis ao seu modo. Costumo vislumbrar todo mundo muito mais do que aparentam ser e descubro que todos, sem exceção, possuem um lado incrível para algo. Portanto, enquanto estou com gente, estou sempre rodeada de pessoas incríveis.

4 - Wednesday - Deuses Americanos: Aquela vez que você precisou batalhar por si mesmo.

Minha vida sempre foi um campo de batalha por mim mesma, começando por quem eu sou, pela minha auto-aceitação e a não aceitação de muitas pessoas que acreditei que estariam lá por mim no matter what. De vez em quando ainda tento me iludir que não estou só, mas sim, estou. Todos estamos e esta é a realidade.

5 - Anansi - Os Filhos de Anansi: Aquela vez que o mundo foi seu parque de diversões.

O mundo É meu parque de diversões a cada estória que escrevo.

6 - Timothy Hunter - Os Livros da Magia: Aquela vez que você descobriu os próprios poderes.

Tenho descoberto poderes que não imaginava ter a cada dia.

7 - Orquídea Negra - Orquídea Negra: Aquela vez que você precisou mostrar os seus poderes.

Alguns deles, né? Porque tenho muitos. O que ficou épico na minha memória foi quando tive que socorrer um dependente químico que estava a ponto do suicídio, após uma palestra que dei em uma clínica de reabilitação. Você pode conhecer parte da história seguindo este link.


8 - Destiny - Sandman: Aquela vez que você percebeu que não dava para lutar contra a corrente.

Quando tive que aprender a renunciar a muitas coisas e pessoas para revelar a mim mesma. Quando descobri que não adiantava lutar contra a minha própria natureza, que isso estava me custando muito e se continuasse, me custaria ainda mais caro.

9 - Death - Sandman: Aquela vez que você precisou dar uma lição em alguém.

Eu tive a chance de dar, ganhar até uma grana com isto e não dei. Não dei porque creio que minha parte é prosseguir na prática do bem e confio que a vida se encarrega do resto.

10 - Dream - Sandman: Aquela vez que você aprendeu uma grande lição.

Conversando com um padre daqui que é uma pessoa muito sábia. Como sempre prezei pela franqueza, sentia-me culpada por não falar tudo sobre mim para todas as pessoas. Lembro claramente de ele me dizendo: "Você precisa saber quanto eu tenho na minha conta bancária? Não. Não é da sua conta. Assim como muitas coisas na sua vida não são da conta de ninguém". Eu me arrependo de muitas vezes não ter seguido esta lição, pois nem todas as pessoas estão preparadas ou merecem a minha verdade.


Mi F. Colmán


14 comentários:

  1. Nossa, Mi!!!!
    Que Tag inteligente!!! Adorei!!!!
    E suas respostas foram profundas. Senti tanta sinceridade em suas respostas. Menina, vc é uma pessoa especial! Minhas respostas para algumas perguntas: nada como o nosso lar, o mundo é um parque de diversões, literalmente, só saber filtrar pra não se machucar, as pessoas são incríveis até àquelas que não suportamos. Bjs e um ótimo final de semana!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu! A criatividade e inteligência dessa tag também me surpreendeu muito! Adorei respondê-la, adoro um desafio, tu sabe... rs.
      Se tu sentiu, pode ter certeza, procurei ser o mais sincera possível nas respostas que não são fáceis.
      Sobre as tuas respostas, acho que o mais complicado disso tudo seja filtrar toda negatividade de alguns, porém, todas as pessoas, sem exceção, como disse, são incríveis, até as insuportáveis. rs.
      Beijos e um ótimo fim de semana para ti também. :))))))

      Excluir
  2. Mi adorei a tag, amo o Neil, e simplesmente amei a tag, ainda que "roubada" kkkkk, e fica a pergunta: Quem nunca???!!!...
    Sou apaixonada pelo Caroline!
    Muito interessante a tag!!! In love ♥
    Beijos e beijos Mi

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Lilly, tag roubada aqui já é hábito. hahahaha!
      Quem nunca? Mas no meu caso já está se tornando uma compulsão mesmo, rsrsrs. Fazer o quê? Ninguém me indica, de fora que eu não fico meeesmo! Sempre faço o que quero.
      Beijos Lilly e mais uma fã do Neil na blogosfera! \0/

      Excluir
  3. Olá,Mi,sim,tudo bem comigo,sim...vim de lá,pensando quem era Neil Gaiman,mas já sei descobri......parabéns e verdade,perguntas inteligentes, criativas e desafiantes, merecem respostas inteligentes,criativas desafiantes , vc já deve ter percebido que a "mesmice" me derruba...
    Como não participo mais de tag,respondo aqui,tá? algumas...
    1-concordo... sim,muita cautela, diz o outro"pensamento tem poder", o ideal seria desejar tudo e conseguir o essencial
    2- Nunca, também,quando criança chorei muito para morar com a família de um tio, num sítio e o cricrilar do grilo,a chichia da cigarra, a coruja piando e o manto negro da noite, me deixou traumatizado, por isso, nunca irei sentir em casa ,longe, e pior , se for longe do meu sofá, piorou...
    3- concordo com sua resposta...e para mim,sempre estou rodeado, minha fampilia é incrível,minha mulher é incrível, minha filha super incrível e incrível,como elas gostam de ler as minhas respostas em tags.
    4-quando tive uma grave doença... difícil, ter pessoas que estejam conosco, não importando o que aconteça,mas,é isso, desenvolver a auto aceitação já é um grande passo.
    5,6,7,8 ...li atentamente
    9- sim,creio nisso, a vida se encarrega.
    10- sempre estamos aprendendo,mas,é como disse,muitas vezes,temos que saber usar a franqueza,e para ser franco, não estou muito preocupado com o que vão pensar/reagir sobre a minha franqueza. Na vida, o conflito dos interesses, quase que nos obriga a calar, o que não interessa para os outros mas,não me calo,quando é para defender meus interesses ...verdade, nossa conta bancária, não é da conta de ninguém ...
    de lá...verdade, alguns escritos meus convencem mesmo, creio até que essa é a intenção...
    Obrigado pelo carinho,feliz finde,belos dias, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mi, estava lendo as minhas respostas,sorry pelas vírgulas no lugar errado e erros de digitação, respondi por um note "vagaba",belo finde, beijos!

      Excluir
    2. Oi Felisberto, para começar, nem se preocupe com isso de vírgulas e erros de digitação porque, primeiro, não sou revisora de textos para ficar analisando como meus amigos escrevem e segundo, sei muuuito bem o que é ter um note vagaba, hahahahaha!
      E sim, com toda certeza, percebi que assim como eu, a mesmice te derruba. Eu ouso dizer que a mesmice nos derruba quase de forma literal, não é mesmo meu amigo? E que bom que somos assim, pois de mesmice a blogosfera e o mundo em geral já tem demais.
      Adorei tua atitude de responder à tag, a Lu respondeu a umas poucas perguntas, mas não indiquei porque a criadora da tag não fez indicações, então não sabia se poderia fazer. Eu roubo, mas não altero, porque daí já seria quase um plágio. rs.
      Desejar tudo, acredito que todos desejamos, mas infelizmente, nem todos conseguimos alcançar o essencial.
      Gente... Essa do sítio foi megapower! hahahaha! De boa, não há lugar como o nosso lar, é impossível se sentir em casa "fora do contexto" da nossa casa. Só não tenho um sofá de estimação. Imagino que seja nele que tu traça tuas melhores ideias e inspirações para o Be Happy.
      Quanto às pessoas incríveis e não é? TODAS são. Principalmente as de nossa família, de nosso cotidiano. Acredito que citar um grupo seleto seria fazer acepção de pessoas e ter uma visão muito limitada do mundo. Tudo pode ser incrível, basta sermos perceptivos e abertos a enxergar.
      Sobre doenças graves, eu acho que é quando ela ocorre que se descobrem as verdadeiras faces dos seres humanos. Sabe Felisberto, faço parte de um grupo do Facebook sobre doenças autoimunes e é impressionante o quanto as pessoas deixam de ser amigas e, em especial, esposo e esposas de pessoas que ficaram ou têm a possibilidade talvez até remota (!) de ficarem inválidas, deixando de ser o que prometeram no altar da Igreja ou o que assinaram em cartório. É muito triste observar tudo isso, porém, infelizmente, é a realidade.
      Mas esta resposta emenda na outra, acredito que a vida se encarregará desse tipo de gente, se é que podem ser chamados assim.
      Na defesa de interesses concordo plenamente que o correto é não se calar, mas o meu caso estava ficando uma coisa patológica já, rsrsrs. Eu tinha que colocar um freio na minha franqueza porque há coisas que só dizem respeito à mim e eu precisava aprender a me respeitar. Aprendi a lição um pouco tarde, porém, percebendo que nem sempre é tarde. Poderia continuar e ser desastroso!
      Acho teus escritos super convincentes, mas claro, como autora, vejo com outros olhos e sempre deixo a dúvida no ar. Porém, quem é apenas leitor, acho que seja absolutamente normal haver esse tipo de confusão.
      E é claro que essa é a intenção de todos nós, convencer os leitores de que tudo é real. rsrsrs. Somos sagazes.
      Eu que agradeço o carinho, feliz finde para ti também e belos dias.
      Beijos! :)))))

      Excluir
  4. Você tem razão, os questionamentos dessa tag foram para lá de profundos. Demorei mais que uma semana para conclui-la acredita? Justamente porque tinha que pensar bem nas respostas.

    Concordo com você "A vida é toda feita de escolhas", essa colocação é tipica de uma pessoa que ler Gaiman ou é muito ponderada...

    Linda a forma como você encherga as pessoas, minha mãe diz "quem procura acha", no entanto procurar pelo incrível em cada pessoa é um esforço ao qual poucos se dispõem.

    Você está me lembrando muito muita mãe nessa postagem, sabia, outra coisa que ela diz é "nasci sozinha e vou morrer sozinha, como todo mundo" e também tomo isso por verdade, nós precisamos batalhar nossas guerras com nossas forças. Mas eu também acredito na fraze de Dom Helder Camara: "É possível caminhar sozinho. Mas o bom viajante sabe que a grande caminhada é a vida e esta supõe companheiros. Companheiro, etimologicamente, é quem come o mesmo pão."
    (Dom Helder Câmara)

    Há pessoas que podem nos acompanhar em certos trechos da vida, compartilhar o pão...

    Escrever é mesmo uma forma de diversão, ler também, esqueci de citar isso... quase uma forma de embriagues: ler, escrever, lecionar são as coisas pelas quais tenho muito amor!

    Achei o conselho do padre muito lucido, acho que preciso aplicar isso a minha vida também... Falo demais, quem muito fala muito erra, já diz minha mãe (veja, você me lembrou ela novamente kkk)... A gente tem que aprender a se preservar, se preservar não é sinônimo de não ser franco ou omisso!

    Adorei a forma como você respondeu a essa tag, me deu uma sensação de intimidade... como, aliás, me sinto quando leio Gaiman...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pandora!
      Uma semana? Sério???
      Eu peguei ontem à tarde e escrevi de uma vez só. Foi incrível, parecia que eu já tinha todas as respostas na ponta do teclado, embora as perguntas sejam bem desafiadoras. Acho que já estou acostumada a lidar com desafios. rs. Viver para mim tem sido um deles.
      Eu achei super que tu tenha visto muito da tua mãe em minhas respostas, acho muito show quando ocorrem essas semelhanças, descobrir que tenho afinidades com pessoas que não faço a mínima ideia de quem sejam. É como se eu não estivesse completamente sozinha no mundo. rs.
      Estou certa de que o companheirismo seja importante em diversos aspectos da vida e jamais discordaria de ti nisto, o caso é que a vida muitas vezes bate tão forte que caímos nessa realidade que tua mãe expôs, do nascimento e do óbito solitários. Ninguém irá nascer ou morrer por ti, podem acompanhar. E sim, este acompanhamento é importante como bem mencionado nas palavras de Dom Helder, contudo, não é o que geralmente acontece. Se ler o que escrevi acima ao amigo Felisberto sobre o que enfrentam as pessoas que são diagnosticadas com doenças autoimunes é revoltante a covardia de pessoas que prometeram a estas pessoas estarem ao seu lado no matter what.
      Ler e escrever são coisas fantásticas para mim, oportunidade de adentrar novos mundos e criar outros muito particulares. Mas eu paro por aí. Penso que jamais encararia Licenciatura em minha vida, tenho pânico de falar em público, jamais encararia uma sala de aula e se for com crianças, piorou. Não tenho o menor jeito com elas.
      Mas eu super admiro quem opta por esta profissão, tenho professores na família e sei o quanto vocês ralam e infelizmente, não têm a valorização que merecem.
      Sobre o conselho do padre... Guria, estava falando também para o Felisberto que eu estava passando dos limites, huahahauaahau! Acho que estava tão empolgada e também amedrontada com toda a metamorfose que estava ocorrendo em minha vida que já não sabia mais como agir. Foi quando recebi esse sábio conselho que, agora, mais do que nunca, levarei para toda a vida.
      O silêncio é uma dádiva, Pandora, rs. Tua mãe tem toda razão.
      Eu tive que aprender a me preservar, minha vida já é por si só exposta demais e, portanto, agora prezo pela discrição. Com certeza a preservação de si mesmo não quer dizer de modo algum que não estejamos sendo francos ou que sejamos omissos. É apenas um respeito consigo mesma.
      Que bom que curtiu as respostas da minha tag, fico contente, principalmente por ter sentido essa proximidade grande já que acabamos de nos conhecer. Bem... Espíritas diriam que não. Que certamente vivemos juntas em outras vidas, mas como não sou adepta ao Espiritismo... Prefiro acreditar que a razão seja o Gaiman mesmo, huahauhauahau!
      Beijos.

      Excluir
  5. Foi no blog da Pandora que tomei conhecimento de Neil. Nunca li nada dele e por enquanto não vai entrar na lista pois tenho um bocado de livros que comprei e não li. Então a meta é utilizar esses que tenho, mas, sabe que você e Pandora estão me deixando cada vez mais curiosa!
    beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Curiosidade boa, Ana! Quando tiver oportunidade, te dou garantias de que não irá se arrepender!
      Fico muito otimista quando vejo blogueiras falando de suas listas de desejos de livros, de livros que pretendem ou já compraram, do tanto que as blogueiras estão lendo. Porque o que geralmente percebemos é que estamos em um país que pouco valor dá à leitura.
      Só para complementar: Crônicas Gris é um de minha lista de desejos. Vi a resenha na primeira BC que fez, aquela do varal e, conhecendo já um pouco de suas crônicas, me bateu uma curiosidade imensa de lê-lo. Assim que der, comprarei. :)))
      Agora o $ anda meio curto. rs.
      Beijos e boa noite.

      Excluir
  6. Nunca tive oportunidade de ler Neil G., quem sabe no futuro!
    Tag interessante, aborda temas mais profundos do que as tags que costumo ver por ai, tipo, saia ou shorts??? hehehehe
    BeijoseQueijos, até breve!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vana, leia sim assim que tiver a oportunidade! Não irá se arrepender. Ainda tenho títulos dele pendentes para ler.
      Hahahahaha! Saia ou shors? Qual teu esmalte mais divo? #EuRIDessaTag
      É uma tag inteligentíssima e que nos inspira a criar tags melhores.
      Beijos e até breve!

      Excluir
    2. Correçõezinhas básicas> shorts *
      E quando me referi à tag inteligentíssima, LÓGICO que é esta do Neil. rs.

      Excluir

"Não compartilho meus pensamentos achando que vou mudar a cabeça de pessoas que pensam diferente. Compartilho meus pensamentos para mostrar às pessoas que já pensam como eu que elas não estão sozinhas". Autor desconhecido

"Ser feliz é saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta". Augusto Cury

É muito bom saber que gostou da postagem e irá comentar.
A moderação de comentários está ativada e tratarei de responder apenas o necessário, se houver.
Se tiver um blog, deixe a url no final do comentário para que possa encontrá-lo.
Comentários tais como ofensas, discriminação, divulgação de sorteios, de blogs ou que não tenham a ver com o conteúdo da postagem não serão publicados. Grata.

Mi F. Colmán

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"Enquanto eu estiver por aqui e me for possível, escrever continuará sendo a medicação mais forte e a terapia mais eficaz para a minha sobrevivência". Mi F. Colmán

Quem ri por último, Rivotril

Quem ri por último, Rivotril
Mais um Rivotril. O restinho dos ratos gritando somem. O restinho das pombas macabras somem. O restinho dos corvos somem. Todos para longe. Lá vai a mulher que assusta. Tati Bernardi.