sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Confiança virtual






















Escrevi sobre um assunto parecido no post Vida Real x Vida Virtual, no entanto, o texto era sobre as minhas experiências e como eu encarava meu relacionamento com a virtualidade.
Não sou uma pessoa incrédula, porém, penso que até nós que somos maiores de idade, independente do sexo, precisamos ter certas ressalvas quando se trata de trazer para o material, o virtual. E detesto fazer esta separação, contudo, ela muitas vezes se faz necessária.
Eu, por exemplo, nunca entraria em um "encontro às cegas" com um amigo ou amiga que conheci pela tela somente por chats e fotos. Tenho que me certificar primeiro através da webcam para prosseguir em qualquer coisa, até mesmo para saber se a conversa ao vivo rolará legal. E depois do processo, marcar sempre em locais públicos até adquirir confiança.
Não podemos ser românticos e achar que só porque uma pessoa é legal conosco por aqui, ela seja de confiança. Parafraseando a música, muitas vezes são "palavras apenas..."
E quando se trata de pré-adolescentes e até mesmo crianças? Elas são maioria no Facebook e já tem tomado grande parte da blogosfera e do Youtube, algumas se expondo, ao meu ver, muito mais que o necessário. Aí a preocupação é dobrada. Estas pessoas estavam com tablets e smartphones "na maternidade" e de longe conseguem separar as coisas e, consequentemente, se prevenirem dos perigos.
A velha máxima de "não fale com estranhos" caiu por terra.
O vídeo a seguir é a grande prova do quanto esta nova geração é ingênua e corre sérios riscos. Convido-os para que tirem um tempinho para assistir ao vídeo completo. É importante.



Este vídeo é um grande alerta para quem acha que "não tem nada demais" o que acontece por aqui e não fazem ideia do que crianças e adolescentes acessam ou com que pessoas vem mantendo contato. Na real, fica até a dúvida de quem está sendo mais ingênuo.
Não estou, de maneira alguma, fazendo apologia para pais e responsáveis se tornarem pessoas paranoicas e controladoras. Sou totalmente aversa à invasão de privacidade. Entretanto, se você conversar com seus filhos no cotidiano e passar-lhes confiança, as chances são muito maiores de dividirem suas vivências contigo. No geral, a internet tem sido o único meio de crianças, adolescentes e jovens desabafarem seus problemas e se pararmos para analisar, são pessoas que se sentem completamente sós dentro da própria casa.
Inseguros no lar e com uma falsa segurança online.
Indico dois filmes muito interessantes sobre o tema. Este último, que inclusive pretendo resenhar em breve, traz diversos alertas a respeito do mundo virtual, como os tão temidos grupos Pró Ana/Mia.





Confiança virtual é uma postagem em comemoração aos 6 anos do blog Espiritual-Idade da amiga Roselia Bezerra, a qual tenho muito orgulho de ter sido convidada para a festa.
Parabéns Roselia! Seis anos não é para qualquer um!





Nota: Devido a uma gripe sinistra que me arrastou para uma temporada de intensa procrastinação, só publicarei post novo depois que responder aos comentários de postagens anteriores e retribuir as devidas visitas que recebi.
Ah! Estou muito feliz por mesmo com toda essa temporada de inércia ainda surgirem novas pessoas por aqui.
Valeu mesmo pela atenção e consideração galera!


                                          Mi F. Colmán


42 comentários:

  1. Mi,
    Saindo tbm da procrastinação... E visitando um dos meus blogs favoritos.
    Vc disse tudo nesse post! Ter cuidado com o mundo virtual eh importantissimo! Ate quando uma pessoa pede pra ser adicionada no Face ou no Instagran, vou ler o seu perfil. Pode ate ser falso, mas... Tento filtrar! Por enquanto esta dando certo. Agora, os pais devem ter muito cuidado com os seus filhos. Eles sao mais vulneraveis e se influenciam com muita facilidade.
    Parabens pelo post e pela homenagem a Roselia. Ela eh uma pessoa especial.
    Cuide-se Mi! E saia dessa procrastinação, rsrsrsrs Bjs e um otimo final de semana!

    ResponderExcluir
  2. Mi,
    Assisti ao primeiro video postado por vc! Estou arrepiada! Que coisa!
    E com toda a orientação dada, elas se aventuram!
    Vou passar pra minha sobrinha. Bjs e boa tarde!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu! \0/
      Não sabe o quanto fico contente em ler de ti que este é um dos teus blogs favoritos. Sério, eu me sinto lisonjeada.
      E não é que a gripe foi só o gatilho para um imeeensa temporada de procrastinação que tu mesma percebeu? Procrastinar é um perigo, vira vício.
      Eu lembro o que me falou à respeito do Instagram, como (ainda!) não tenho conta lá, não sei como funciona isso. Mas no Facebook procuro filtrar ao máximo. Só aceito poetas, poetisas, escritores e blogueiras que percebo que são de verdade! Porque talento não tem como ser fake, não é? Percebemos quando poetas, poetisas, autores e autoras são pessoas realmente dedicadas à Literatura.
      O vídeo é mesmo de arrepiar! É impressionante como com tanta informação as garotas ainda caem nessa. É muito espírito aventureiro. rsrsrs.
      Espero que tua sobrinha tenha captado e principalmente, aceitado a ideia do vídeo.
      E sim, estou me cuidando e já dei um belo chute na bunda da procrastinação! huahuahauahua!
      Beijos e uma ótima semana para ti.

      Excluir
  3. Puxa, fizeste uma linda e intensa participação e abordagem. Há verdadeiramente muitos perigos e por isso, temos que saber em que chão pisamos virtualmente também. beijos, melhoras pra ti! chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Chica.
      Sim, não somente adolescentes e crianças, como percebi em alguns comentários recebidos aqui, tem gente adulta caindo o que eu acho um absurdo!
      Beijos e muito obrigada Chica, já estou 100%! :))))

      Excluir
  4. Olá!
    Ótimo post Mi!!!
    Meu Deus, eu vi o vídeo...chega a dá medo...pq é algo que acontece...Nossa, eu que tenho filho em casa estou chocada, mesmo sabendo q. isso acontece a muito tempo.
    É muito bom nos alertar com esse vídeo, semana passada eu vi um vídeo não lembro onde, e a pessoa ia com um cachorro conversar com a criança no parquinho com a autorização dos pais...e a criança pegava na mão da pessoa e ia, com a conversa q. ele tinha mais cachorros...
    E acontece, pois meu filho tem 3 anos e vejo a inocência nele...não tem maldade nenhuma, não sabe o que é isso...é por isso que não tiro os meus olhos nele...as pessoas falam que sou super protetora...mas se eu vou no parquinho com ele, eu vou com ele mesmo, eu brinco e vejo ele brincar...e muitas vezes ele vai conversar com os outros pais...então não posso simplesmente ficar no celular e achar q. ele esta brincando e sem tá correndo nenhum perigo...ele curte a infância dele e eu cuido para que seja assim...não o privo das coisas, só fico mais atenta...
    Parabéns pelo post.
    Os outro dois filmes não assistir ainda...
    Lindo FDS melhoras Mi.
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Fã Page

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alê! Muito obrigada, fico contente que tenha gostado do post e ele tenha sido útil! :))))
      Eu fiquei tipo, besta quando vi o vídeo.
      Posso imaginar o quanto deve ser complicado ter filhos e a tarefa árdua que é preservá-los desses predadores.
      Gostaria de assistir este vídeo que mencionou, depois pedirei o link para ti.
      Se essas pessoas grandes já, com 12, 13 anos são inocentes, imagine alguém da idade do teu filho? Tem que vigiar mesmo! Liberdade vigiada é TUDO! Eu te dou o maior apoio e jamais te criticaria. Melhor proteção demais do que de menos, mesmo sabendo que a superproteção algumas vezes pode "podar" um pouco o desenvolvimento social da criança, todo cuidado é pouco. Mas pelo visto, o que tu faz não é superproteção, mas atenção redobrada, mais do que necessária sempre!
      Assista aos filmes sim, eles complementam a ideia do vídeo, principalmente o primeiro.
      Beijos minha querida e uma linda semana para ti.

      Excluir
  5. Olá, querida amiga Mi
    A gratidão faz-se presente em meu coração feliz por vc distribuir tanto carinho fraterno ao meu blog e interagir comigo à medida do possível.
    É bom e salutar que nos irmanemos sem competições destrutivas e sempre procurando alegrar-nos no cotidiano, muitas vezes, tão cheio de afazeres que podem desestimular-nos...
    Agradeço a Deus, em primeiro lugar, e, logo em seguida, a vc, amiga virtual em quem confio sempre e tenho sido muito contemplada...
    Deus é Fiel e Generoso para comigo e creio que o é para VC...
    Peço a Deus por v e a recomendo à sua Proteção para dias posteriores onde almejo estarmos juntas, unidas e amparando-nos em todas as circunstâncias que poderão nos suceder...
    Menina, sabia que ia ser bom, sem demagogia ou jogada de confete perniciosa... a gente vai conhecendo, aos poucos, os amigos virtuais e o modo dele posicionar-se...
    Os vídeos foram enriquecedores e passarei ao meu netinho pré adolescente...
    Suas ressalvas são muito bem fundametnadas... como sempre...
    Se fosse por ser de confiança uma 'pessoa legal', teríamos 'milhões de amigos' como diz a famosa música...
    Já dividir vivências é, de fato, Confiança Virtual... ainda bem que isso acontece com a gente, querida... pouco a pouco... com muita calma nessa hora, rs...
    Aprendemos uma com a outra, muito bom isso!!!
    Vc não poderia ficar de fora nesta festa e de um tema instigante assim pois tem muito a contribuir para nosso enriquecimento.... Gostei muito! Parabéns!
    Seja abençoada e feliz!
    E vamos confraternizar?
    A vida merece...
    Excelente fim de semana e dias de festa (6 dias por lá no blog) para VC !
    Bjm fraterno e festivo de muita gratidão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá minha querida amiga Roselia!
      Eu que sou grata por ter recebido o convite em fazer parte da festa de uma veterana como tu.
      Eu não vejo estas competições destrutivas em blogs que não sejam comerciais, felizmente.
      Roselia, eu tenho dado tantos "foras" espirituais que só a misericórdia de Deus mesmo. Portanto, a resposta é SIM, Deus tem sido extremamente generoso para comigo, muito mais do que eu possa merecer e isso não é demagogia, é certeza de uma pessoa que sabe quando está fazendo algo errado e ainda assim insiste. Mas o Pai é ainda mais insistente. E sempre me vem à mente aquele hino:

      "Ele não desiste de você, Ele se importa com você, Ele compreende o seu caminhar, nunca vi um amor tão grande assim..."

      Eu já tive muitos amigos virtuais. Amigos mesmo, mas que com o tempo foram sumindo ou fomos perdendo o contato. São coisas que fazem parte. No entanto, confiar 100% em alguém e dividir TODAS as vivências na web, isso não. Porque assim como pessoas que se mostram más podem ter atitudes inacreditavelmente boas, o oposto também ocorre.
      Como vi pessoas boas "caírem" para o lado do Mal! Algumas regressaram, outras infelizmente não. Só Deus mesmo, que sabe de todas as coisas.
      Amiga, como procrastinei, nem tive como confraternizar com teus amigos, porém, nenhum deles também passou por aqui, a não ser os que já me acompanhavam.
      Algumas vezes me pergunto como a blogosfera pode ter vingado, tamanho o desinteresse que as pessoas tem em conhecer gente nova, espaço e ideias novos. É um mistério para mim.
      Beijos e seja muito abençoada e feliz também!

      Excluir
  6. Eu fiz muitos amigos no escuro,mas eu tive sorte!Hoje percebo o perigo!
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  7. Nossa o vídeo é pra acabar, todas aquelas meninas ing~enuas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vana, caraca amiga! Teve muita sorte mesmo, graças a Deus!
      O vídeo é realmente pra acabar, como elas podem ter sido tão ingênuas né?
      Beijos, saudades de ti e da Maki! <3

      Excluir
  8. Encontro-me de férias na Escócia, de momento em Thurso, a dois passos do Mar do Norte, onde o acesso à Net (e à civilização dum modo geral  ) é bastante difícil.
    Quando regressar a Bagno a Ripoli, o que deverá ser em finais de Setembro, visitarei todos os blogs amigos.
    Até lá desejo-te tudo de bom e dias muito felizes.
    Um beijo
    MIGUEL / ÉS A MINHA DEUSA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boas férias! Aproveite colega!
      Tudo de bom pra ti também!
      Beijos.

      Excluir
  9. Bom dia querida Mi.. um tema muito bem abordado..
    temos pessoas muito queridas aqui pelo virtual..
    falamos... desabafamos.. damos nossas risadas, descontraimos...
    mas como tu bem colocou este video ai..
    que alguém tinha compartilhado e eu já tinha visto..
    foi muito bem feito para mostrar algo que por vezes passava desapercebido..
    tudo é facilidade..
    e crianças praticamente não é..
    os pais confiando e elas marcando encontros, altas horas,, entrando em carro de estranho numa simples conversa..
    muito bem colocado mesmo..
    te desejo um feliz dia.. bjs doce amiga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala poeta das asas douradas! :))))
      Assim como você e muitos aqui, acredito, também tenho pessoas bem queridas no virtual. Porém, eu me limito às risadas, zueras, nunca a desabafar. Talvez diga uma coisa ou outra séria, mas nunca me arrisco a expor muito o que me acontece ou informações muito pessoais a meu respeito porque sei que o jogo corre um risco enorme de se virar contra mim.
      Temos que ser muito cautelosos porque é nossa integridade e dignidade que estão em jogo.
      Você tocou em um ponto muito importante e que eu também tinha me tocado, a inocência dos pais. Como eles confiam nos filhos! Como confiam na maturidade deles que, em grande parte dos casos, não existe.
      Entrar em carros de estranhos, é como mencionei, parece coisa normal falar com estranhos para quem estava com um tablet ou um iphone na maternidade. rs.
      Não entendem certos limites. E teve um caso aí, acho que foi o último, que nem os pais esclarecendo a garota conseguiu "processar" isso.
      Beijos poeta e também te desejo um feliz dia.

      Excluir
  10. A confiança virtual passa mesmo pelo cuidado, precaução.
    Com você bem colocou, há uma geração que já teve tablet e smarphone ainda no berçário da maternidade e para eles fica difícil essa separação. Então a importância de estar alerta.
    Gostei da maneira que escolheu para participar! Vou aos vídeos.
    beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana!
      Pois é, para uma geração que desde bebê está com toda a tecnologia cibernética ao seu dispor, falar com estranhos lhes é algo natural. O problema é quando sai do virtual e por não terem o discernimento de fazer esta separação, tragédias podem ocorrer.
      Beijos.

      Excluir
  11. Oi Mi se você quiser acompanhar a fic sobre Jogos Vorazes é só clicar nesse link aí: https://fanfiction.com.br/historia/623077/A_historia_de_duas_vidas/
    Bjos e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juliana!
      Grata pela dica.
      Faz um tempão que não acompanho fanfics, minhas leituras virtuais de ultimamente foram só no Wattpad.
      Beijos.

      Excluir
  12. Oi Mi, muito boa esta postagem comemorativa e educativa.
    Sem romantismo e com olhos bem abertos nestas redes onde lobos estão vestidos de cordeiros e lobas famintas proliferam. O primeiro video já conhecia e retrata bem esta faixa de pessoas em constante exposição.
    Melhoras amiga e volte quando puder, suas reflexões são bem vindas sempre.
    Lindo fim de semana com paz no coração;
    Meu abraço com carinho.
    Beijo de paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Toninho! Muito obrigada pelas palavras gentis de sempre. Gosto demais de ti.
      Eu acredito que aí esteja o grande problema das pessoas: o romantismo. Tu foi certeiro nessa.
      Em nome do romantismo muitas tragédias aconteceram, não somente na ficção de William Shakespaeare.
      Muita paz e luz no teu coração.
      Beijos amigo.

      Excluir
  13. Falando em procrastinação eu percebi HOJE que não publiquei NADA ao longo de agosto, para mim isso é um sinal péssimo. Claro que colaboro com outros blogs e tudo e tal, mas a Caixa é minha casa poxaaaa...

    Enfim, a parte isso trazer para a virtualidade coisas da realidade e para a realidade coisas da virtualidade é um exercício melindroso que trás consequência e pode não da muito certo. Eu tive boas experiencias com desvirtualização, mas também vivi coisas que sinceramente, poderia passar sem... Realmente é necessário recomendar prudência em especial aos adolescentes, o mundo não é um lugar fácil, o virtual mais ainda porque aqui as pessoas tendem a se reinventar e parir identidades que são ou ilusões ardilosas ou até mesmo algo que elas gostariam de ser mais não são. É legal sua estratégia com o video, o bate-papo pode revelar coisas que o texto não revelaria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pandora!
      Se mal dou conta de um blog, imagine se eu colaborasse em outros. E o lado digamos, ruim, de ser colaboradora, é que se torna um compromisso. Diferente de nossos blogs os quais postamos a hora que quisermos.
      Eu, por enquanto, só tive excelentes experiências com a desvirtualização, mas também foram poucas. Sou muito reservada quanto a isso, até por morar em uma cidade distante, o que já não colabora e nem sempre tenho grana para viajar.
      E que fique claro que foram apenas boas amizades. Acho relacionamento virtual uma coisa complicada demais e difícil lidar. Fora, o que já mencionei, a grana que se gasta na ponte aérea.
      E realmente, nem todas as pessoas aqui são o que são. E nem estou me referindo a perfis fakes, me refiro ao caráter mesmo.
      Que bom que gostou do vídeo! :))))
      Beijos e bom fim de semana para ti.

      Excluir
  14. Olá, Mi.
    Ótima postagem,, abordando um tema tão importante quanto ignorado pela grande parcela da juventude e não só. Incrível como, com tantos alertas para os perigos da internet e, ainda tantas coisas acontecem, porque, como em tudo, a ingenuidade de acreditar que as coisas "não são bem assim" ainda perdura.
    Os pais de hoje em dia, temendo o perigo das ruas, julgam que seus filhos estão protegidos dentro de casa, no quarto, ao computador, e, tantas vezes não sabem que aí, pode estar um perigo ainda maior. Reconheço que não é fácil "cuidar" sem "ultrapassar a barreira do espaço do jovem", mas é necessário, mesmo vital, que se esteja atento, que se converse, mesmo quando o jovem não mostra grande abertura, que se "fuxique" e seja "a chata", se necessário, porque os perigos são vários e não nos dão uma 2ª oportunidade.
    Um beijo grande, com votos de recuperação rápida =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carmem, é bem isso. A maioria dos pais acredita que a segurança dos filhos está em mantê-los dentro de casa, do quarto e sabemos que não é bem assim.
      Eu acho bem complicado invadir a privacidade alheia, o coerente mesmo é um bom diálogo, porém, tem sempre isso que mencionou do "não são bem assim" e com esse pensamento, muita gente se ferra.
      Beijo grande minha querida e um ótimo fim de semana.

      Excluir
  15. Hello, Mi! Eu achei o post super incrível.. sempre, graças ao SENHOR, tive cuidado com o meio virtual, porque ele é hiper perigoso. Vi o vídeo e fiquei ainda mais chocado. Desejo que isso não venha acontecer com nenhuma adolescente ou criança, desejo que os pais tomem conta de seus filhos, desejos que os filhos tenham sempre prudencia e desconfiem de tudo até que tenham completa certeza.

    Ah, Mi! Só quero ressaltar que eu me lembro de você, sim! E vou seguir seus posts sempre que eu puder. Estive sumido, mas estou voltando aos poucos.

    http://gabryelfellipeealgo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aeeee Arcanjo Gabryel, ressurgiu! Fiquei muito feliz em poder revê-lo.
      É a máxima dos blogueiros e blogueiras voltar aos poucos né? huahauahauahau! O bom é que a gente demora, mas acaba sempre voltando.
      Muito obrigada por ter achado incrível o post. Eu também, graças ao SENHOR nunca passei perrengue nenhum com minhas desvirtualizações.
      As pessoas precisam exatamente disso: prudência.
      Beijos meu querido e volte mais vezes. :))))

      Excluir
  16. Querida Mi, olha... por falta de aviso não é! Se fosse só criança que caísse nessa arapuca, daria, ainda, para entender, mas 'adultos', amiga!
    Ótima tua abordagem, penso nunca ser demais, mas os vídeos estarrecem! Internet é ótima quando usada com cautela e para o bem, caso contrário é isso aí... Pais vigilantes é mais do que necessário.
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taís, saudades minha amiga! Tudo bem? :))))
      Isso que me surpreende minha querida, falta de aviso nunca é! É aquela velha história do "não é bem assim" ou "comigo não vai acontecer", as pessoas são meio sem noção, de boa. rs.
      Pois então, li os comentários aqui de gente adulta caindo nessas armadilhas. Achei o cúmulo. Deve ser carência ao extremo e falta de cautela também. Toda vez que fui desvirtualizar, seja com quem fosse, sempre primeiro me certifiquei de conversar com a pessoa via webcam para saber se era a mesma do avatar e encontros só em lugares públicos, com muita gente.
      Eu vejo uma situação tão complexa para os pais. Porque assim como não podem e não devem invadir a privacidade dos filhos, alguns, por mais que sempre alertem e tenham diálogo (como foi o caso de uma das gurias do vídeo) acabam caindo nessas ciladas.
      Beijos e um excelente fim de semana para ti!

      Excluir
  17. Saudações! É por isso que eu prefiro manter meu anonimato no mundo virtual! Beijos e abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações! Tudo bem?
      O anonimato é seguro, já fiz uso dele na época do Orkut, porém, ele fecha muitas portas para coisas legais do mundo virtual também. Essa é a parte chata de ser uma anônima por aqui.
      Beijos e um lindo fim de semana para ti.

      Excluir
  18. Filtros
    Cuidados
    E posts como esse seu, filmes, vídeos como esses são de primeira necessidade

    Bju e coragem pra responder a tanta coisa.
    Se Cuida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahah! Coragem mesmo para responder a tanta coisa, mas fico feliz, isso é sinal de que meus posts estão valendo a pena para as pessoas. Adoro ler as mais diversas opiniões e interagir!
      Eu tento ao máximo fazer posts úteis como esse e espero que sirva de alerta para as pessoas, de verdade.
      Beijos Tina! :))))

      Excluir
  19. Esqueci: Homens, Mulheres e Filhos eu assisti no cinema. Excelente. Vale mesmo resenhar.

    Hoje fiz uma postagem onde cito você. Deixo o link:

    http://ladodeforadocoracao.blogspot.com.br/2015/09/eu-comento-tu-comentas.html

    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana! Eu já fui lá e adorei teu post. Muitas pessoas não entendem muito isso de responder no próprio post, tem aquela preocupação se a pessoa voltará ou não para ler. Eu não me importo se a pessoa que respondi não leia, desde que alguém leia e sempre alguém lerá. Há sempre leitores blogueiras que leem os comentários, eu sou uma delas. Só acho estranho uma certa "hostilidade" que parte das pessoas que não têm o hábito de comentar, como se tivessem que se justificar. Cada um bloga como acha que deve.
      Sobre o filme, assisti em casa mesmo e gostei muito, embora tenha faltado um aprofundamento em questões sérias como os grupos pró Ana/Mia, eu teria feito um roteiro um pouco mais elaborado nessa questão. rs.
      Beijos.

      Excluir
  20. O perigo está presente em qualquer idade. Conheço uma mulher de 40 anos,fisioterapeuta, divorciada, que entrou numa roubada ao conhecer um português pela Internet. Deixou tudo aqui para ir para Portugal e acabou virando escrava do malandro.
    O estranho desses assédios, é que as mulheres são as mais suscetíveis. Elas agem mais pela emoção e são conquistadas pelo que ouvem, creio!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vitor, as mulheres agem mais pela emoção, vírgula! Mulheres carentes ou românticas concordo. Uma mulher divorciada, talvez recentemente, tem probabilidade de estar fragilizada e talvez por isso tenha cometido tal loucura. Na real, acho que é muita insanidade jogar toda a vida para o alto por causa de uma pessoa, seja ela "real" ou virtual. Sou mulher, mas muito ponderada, arromântica inclusive, por isso não me convence generalizações. Muitos homens caem em golpes também, há muitos relatos de estrangeiros que têm tesão por latinas e caem direitinho na lábia delas que lhes arranca dinheiro. Tive contato diretamente com três casos: um austríaco, um português e um canadense, ocorre demais em sites de relacionamentos entre estrangeiros. Mulherada não é fraca também, principalmente as latinas! De românticas e bobas não têm nada. São más e sacanas mesmo.
      Mau caratismo e carência não escolhem gênero.
      E sim, isso pode ocorrer em qualquer idade, porém crianças e adolescentes são mais suscetíveis por estarem com a personalidade ainda em formação.
      Beijos.

      Excluir
  21. Oi Mi tudo certo com vc, vi que vc excluiu seu facebook fiquei preocupada, mande notícias!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida! Já soube né? huahuahauahau! Esses (as) Grabovetes...

      Excluir
  22. Oi...acho que tudo foi dito aqui, em cada comentário. Meus aplausos a cada visitante que de forma real e não musica, soube colocar seu parecer. Somos virtuais, mas conscientes de nosso espaço, limite...Parabens e tmj...bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Simone, virtuais mas conscientes, SEMPRE.
      É mais do que necessário.
      Beijos e muito obrigada pela visita e comentário! :))))

      Excluir

"Não compartilho meus pensamentos achando que vou mudar a cabeça de pessoas que pensam diferente. Compartilho meus pensamentos para mostrar às pessoas que já pensam como eu que elas não estão sozinhas". Autor desconhecido

"Ser feliz é saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta". Augusto Cury

É muito bom saber que gostou da postagem e irá comentar.
A moderação de comentários está ativada e tratarei de responder apenas o necessário, se houver.
Se tiver um blog, deixe a url no final do comentário para que possa encontrá-lo.
Comentários tais como ofensas, discriminação, divulgação de sorteios, de blogs ou que não tenham a ver com o conteúdo da postagem não serão publicados. Grata.

Mi F. Colmán

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"Enquanto eu estiver por aqui e me for possível, escrever continuará sendo a medicação mais forte e a terapia mais eficaz para a minha sobrevivência". Mi F. Colmán

Quem ri por último, Rivotril

Quem ri por último, Rivotril
Mais um Rivotril. O restinho dos ratos gritando somem. O restinho das pombas macabras somem. O restinho dos corvos somem. Todos para longe. Lá vai a mulher que assusta. Tati Bernardi.