domingo, 3 de maio de 2015

Obstaculizando a vida















Poderia ser uma noite como outra qualquer. Mas há muito havia descoberto que não existia nem um dia ou uma noite que fosse como outra qualquer. Cada dia e cada noite eram únicos, por mais que a rotina insistisse em transmitir o oposto.
Não tinha saído com amigos. Cada amigo também era único e quando se reuniam, eram os grupos com ideais iguais. Pensou na dificuldade de unir pessoas com filosofias diferentes em um só lugar sem a noite acabar em intolerância e uma discussão. Quase impossível reunir ateus, pagãos e cristãos na mesma mesa. Por mais que a madrugada acabe literalmente em pizza, haverá alguém a discutir preceitos, nem que seja somente sobre o consumo de bebidas alcoólicas. 
Viu-se perdida entre lazer e obrigações. Obrigações estas que criou para si mesma e percebeu ora desleixando, ora exagerando em sua importância.
A noite acabara em pizza e Coca-Cola (Rivotril mais tarde), porém, em cima da cama. A emissora de tv por assinatura oferecia um excelente filme de Alan Parker, que está entre seus diretores favoritos. Infelizmente o filme que era para ser uma distração, tornou-se alvo de pensamentos sérios e de como defenderia seu ponto de vista sobre a pena de morte. Recordou-se também da história de Damien Echols, embora pouco tivesse a ver com a do protagonista da tela.
Remoeu tanto sua "defesa" que a pizza esfriou, a Coca-Cola passou do nível "natural" e o filme terminou com seu final surpreendente, mas sem surpreender de fato. 
Percebeu negligência de tempo exposta em sua timeline no Facebook. Concluiu que era preciso repensar muito sobre os dois objetivos desejáveis e aprender a conciliá-los.
"A vida tem que ser mais do que isto", pensou.
E a noite não foi como outra qualquer, pois há muito havia descoberto que não existia um dia ou uma noite qualquer. Assim como havia descoberto o verbo "obstaculizar" na noite aparentemente rotineira.
A rotina, como um cronograma de estudos que parece sempre igual, não passa de uma ilusão, uma distração do cérebro.
A rotina não existe.


Mi F. Colmán




















Nota:  Para quem se interessar pelo filme, clique aqui no link
Super recomendo também Sem Evidências, filme sobre a história real de Damien Echols que pretendo resenhar aqui no blog e se encontra para assistir online em
clique no link (estou indicando assim porque não testei o torrent).



7 comentários:

  1. Bom dia querida Mi.. e quantos obstáculos a vida nos coloca... parece que nós antes de virmos pra cá pedimos isso para podermos crescer com eles.. acho que o bom é nunca nos limitarmos... se a gente se limita para de progredir.. deixar a vida rolar, sem se cobrar tanto.. quem se cobra se desgasta... eu era assim pelo menos.. parei com algumas coisas que só imperavam minha vida.. essa pizza devia tá ótima rsrs mas não fria né rsrs
    eu sou devorador de pizza.. ainda bem que não saio dos meus 52 rsrs
    beijos e um lindo dia querida.. até sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite poeta das asas douradas! :))))
      Hoje senti falta dos teus poemas e lembrei que faz um bom tempo que não te observo a lapidar os versos. Preciso fazer uma visita urgente, nosso contato tem sido direto no Facebook, né? Aí a gente acaba descuidando do lado de cá e não pode!
      De boa, eu acho que nós mesmos criamos obstáculos na vida. Nem é tanto culpa dela assim, rs.
      Estou me cobrando bem menos agora, sabe? Eu estava com a mente bem desgastada mesmo, seguindo um cronograma quase impossível de ser seguido... Agora vou deixar um pouco por conta da vida e claro, não medirei esforços para atingir meus objetivos, mas tudo tem seu tempo.
      Somos dois devoradores então, hahaha! Um dia vamos nos encontrar para comer uma boa pizza com um belo vinho. Tu vai ver! Se nossos planos derem certo, muito em breve, né não?
      Beijos meu querido e até sempre. Sempre!

      Excluir
  2. Boa noite Mi.
    Que saudades de ler os seus textos tão inteligentes, com certeza nunca existe uma noite nem um dia igual ao outro. Vou assistir aos filmes que recomenta, depois de digo o que achei, mas por ser indicação sua deve ser bem legal. Uma ótima semana. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mirtes! Que surpresa boa!
      Eu ando meio afastada da blogosfera, mas não vi tu postar mais!
      Será que estou desatualizada tanto assim ou tu deu uma parada? Espero que esteja tudo bem contigo amiga.
      Ah, se tu gosta do tema "pena de morte" com certeza os filmes são super recomendados, até porque ambos são histórias reais.
      Muito obrigada e uma ótima semana para ti também. :)
      Beijos.

      Excluir
  3. Na vida temos de aprender a romper com estes fantasmas,
    cada dia uma nova barreira se põe a nossa frente, é certo,
    que as vezes nos sentimos embaralhados com elas.
    A nossa vida não pode se resumir numa grande pizza fria.
    Somos mais e queremos mais e vamos mais.
    Beleza de partilha amiga.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toninho, meu amigo, tu descreveu de modo incrível como é o cotidiano. Assim mesmo! Cada dia há uma barreira a ser vencida. E muitas vezes, isso cansa! Por isso, com certeza: somos, queremos e vamos mais SIM!
      A vida não pode ser resumida em nada!
      Beijos e muito obrigada querido.

      Excluir
  4. Gostei do texto, só não dá pra deixar a pizza esfriar hehehe
    Acho que é a primeira vez que vejo o verbo obstaculizar.
    A minha rotina tem que mudar, preciso estudar mais, mas se a rotina não existe então é meu cérebro obstaculizando heeheh
    Este filme parece ser bem forte, mas interessante, seria legal uma resenha :)
    Beijos

    ResponderExcluir

"Não compartilho meus pensamentos achando que vou mudar a cabeça de pessoas que pensam diferente. Compartilho meus pensamentos para mostrar às pessoas que já pensam como eu que elas não estão sozinhas". Autor desconhecido

"Ser feliz é saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta". Augusto Cury

É muito bom saber que gostou da postagem e irá comentar.
A moderação de comentários está ativada e tratarei de responder apenas o necessário, se houver.
Se tiver um blog, deixe a url no final do comentário para que possa encontrá-lo.
Comentários tais como ofensas, discriminação, divulgação de sorteios, de blogs ou que não tenham a ver com o conteúdo da postagem não serão publicados. Grata.

Mi F. Colmán

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"Enquanto eu estiver por aqui e me for possível, escrever continuará sendo a medicação mais forte e a terapia mais eficaz para a minha sobrevivência". Mi F. Colmán

Quem ri por último, Rivotril

Quem ri por último, Rivotril
Mais um Rivotril. O restinho dos ratos gritando somem. O restinho das pombas macabras somem. O restinho dos corvos somem. Todos para longe. Lá vai a mulher que assusta. Tati Bernardi.