21/03/2015

Vida real x Vida virtual


O trocadilho com o nome do blog na imagem foi só para descontrair. Mas na verdade, acaba sendo assim mesmo.
Temos nossas prioridades e opções, porém, é preciso ter em mente que não podemos, de modo algum, tratar como opção o que é prioridade.
Curioso que ao acessar o Facebook hoje li um experimento que foi (ou está sendo, não li a matéria, apenas o título) feito na Austrália, onde pessoas são desconectadas e "obrigadas" a viver a vida real.
É curioso como há essa separação ainda. 
Eu estou aqui, atrás do pc, escrevendo para muitas pessoas às quais não tenho ideia que irão acessar. 
Mas também estou escrevendo conscientemente para pessoas as quais já tenho um convívio e afinidade que sei que lerão e comentarão este texto. Seja pessoas que conheci através da blogosfera, o falecido Orkut que em paz descanse ou em algum grupo que eventualmente eu tenha conhecido do Facebook e ganharam minha confiança ao ponto de eu mostrar a elas o meu blog. 
Estou escrevendo agora exatamente para estas pessoas e não me restam dúvidas que são reais. 
Tudo isso é real! 
É tão real que, ao contrário do que chamam de "vida real" que quando eu "desapareço" ninguém está nem aí comigo, aparece alguém se mostrando preocupada com minha ausência. Como isso não pode ser honesto e realista?
Lógico que é.
O motivo de minha ausência, para alguns que ainda não sabem, se deve aos estudos para prestar ENEM e vestibulares federais. 
Para as pessoas que não participam da minha "vida virtual" esta é a prioridade agora. 
Mas eu afirmo que não. 
Minha mãe sabe que não, inclusive, ela mesma me incentiva a não abandonar minhas revisões e minhas criações ainda não finalizadas. E me dá a maior força com o blog, desde o anterior.
Meus blogs foram criados com o intuito de divulgar minha carreira literária que, para muitos pode ser utopia, não para mim.



Eu tenho como objetivo publicar um livro e não como um "delírio" ou algo que "eventualmente" possa acontecer. 
Meu objetivo de publicar um livro é tão importante quanto ao de ingressar em uma universidade. As duas coisas são prioridades na minha vida e isso fica evidente até nos contatos ricos que estão se fazendo presentes, já que a blogosfera deixou há tempos de ser tão somente um veículo de divulgação artística.
No meu cronograma de estudos estão incluídos os horários que devo me dedicar à vida literária também, afinal, não deixa de ser um treino prazeroso da Língua Portuguesa. 
Minhas expectativas quanto à minha carreira literária é igualmente à universitária: não sei se ocorrerá este ano, só sei que não vou desistir.
Acredito que chegará um dia que as pessoas não farão mais esse separatismo e terão consideração tanto pelos que estão ao seu redor fisicamente quanto aos que estão do outro lado da tela, em algum lugar deste ou de outros países, com os pensamentos conectados entre si.

Mi F. Colmán



Nota: Algumas pessoas que me tem como contato no Facebook talvez perceberam que possuo dois perfis. 
Bem, eu quis separar um perfil "virtual" com um "pessoal". 
Hoje acho pura idiotice e só não deleto o "pessoal" (que é o mais impessoal) porque estou em um nível bem alto no Trivia Crack (aplicativo o qual vale um post adiante) e não quero perdê-lo.

I´m bleeding, quietly living I´m living, quietly bleeding - Dominik
 renata massa