sábado, 13 de junho de 2015

A leitura da vez

Costumo dizer que não sou uma leitora e sim, uma voraz releitora! 
Sempre releio livros e recomendo a todos que façam o mesmo. Todo livro traz uma nova surpresa a cada releitura, porque nem sempre conseguimos pegar tudo de primeira. Ou de segunda, terceira...
Como o momento é de muitos livros didáticos e apostilas em PDF e NÃO POSSO ficar sem ler nada (é como se faltasse alguma coisa) e também não posso me dar ao luxo de ler um livro com uma trama mais elaborada, reli ontem à noite um livro que ganhei há um ano atrás: Eu me chamo Antônio.

É coincidência eu indicar este livro em pleno dia de Santo Antônio, okay? rs

Escrito por Pedro Antônio Gabriel Anhorn, nascido na África e brasileiro por parte de mãe, sua obra iniciou em uma fan page do Facebook, onde ele dividia suas frases e desenhos rabiscados em guardanapos de bares. Residente atual do Rio de Janeiro, até os treze anos não falava nada de nosso idioma, por isso, encantou-se em prestar a atenção e brincar com as palavras. Foi assim que surgiu sua primeira obra, no mínimo, muito interessante.
A leitura é super leve  (para ler de uma vez) e o design do livro são réplicas autênticas dos desenhos e letras que fazia nos guardanapos.
As páginas relatam suas noites regadas a muitos chopps, desde a aproximação da pessoa amada, encantamento, a dor da perda e acima de tudo, superação e aprender a rir de si mesmo.
Falo, particularmente, que é um de meus livros preferidos, que me encantou de cara.
Compartilho com vocês algumas das tantas frases que adorei:

- Olá, como você se ama?

Eu digo que amo com a mais absoluta incerteza.

Muita alma nessa hora.

Quem nunca amou, que atire a primeira perda.

O amor só termina quando não começa.

Antes de me julgar, condene-se.

Se você não consegue virar a página, troque o livro. Existem tantas histórias interessantes esperando para serem lidas, esperando para serem lindas.

E a que eu mais gosto:

Desista. Mas desista aos poucos para dar tempo de não desistir.

É isso aí!

E assim estou participando da BC - A Leitura da Vez da Ana Paula do blog Lado de fora do coração e da Tina Bau Couto do Meu Blog e Eu. 


Mi F. Colmán


33 comentários:

  1. Que legal e esse livro é assim mesmo.Gostei das frases e a do desista...Bem importante! Valeu! Lindo domingo!bjs,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro super criativo né Chica? A frase do desistir é a melhor! Beijos e uma linda semana para ti.

      Excluir
  2. olá, querida Mi
    Sabia que iria ler algo interessante... não me decepcionei... rs...
    Gostei do jeito como ele construiu sua frases em base a outras já conhecidas... é aquilo que falávamos do diferencial noutro dia... aliás, o fato dele criar uma obra a partir de uma fan page tem a ver com nossa conversa também... muito legal!!!
    Ótimo Domingo!!!
    Bjm fraternal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Roselia!
      Uau... Grata pela confiança em meu gosto literário.
      Ele fez todo o diferencial com as frases já conhecidas porque costumava brincar com as palavras desse idioma que para ele, era novo. Sim, sim, tem tudo a ver com a conversa que tivemos.
      Beijos e uma ótima semana.

      Excluir
  3. Olá, MI!!
    Olha, o importante é pegar o hábito de ler, sem isso, não tem como ler nem bula! Pegando o hábito, partimos para as escolhas, sofisticando nosso gosto por leituras melhores. Por isso é que sou contra uma professora escolher livros para os alunos, tirar a liberdade, não deixando que eles escolham seus autores preferidos. Lembro que minha professora escolhia os famosos clássicos para todos nós fazermos as resenhas. Não deu outra, uma passava pra outra. Clássicos para garotas de 13 anos com uma linguagem rabuscada e cheia se adjetivos para narrar como era a roupa, o rosto e trejeitos de alguém? É difícil convencê-las que antes de tudo vem o hábito, e esse deve ficar por conta das crianças, dos jovens. Uma leitura simples e que todas entendam. Lógico que levei a classe a se rebelar, né amiga? Minha opinião nunca mudou, minha leitura sim. Usei esse gancho das leituras porque você tocou em algo muito relevante:ler!
    É lendo que se aprende, que se cresce, que se conquista; que saímos da ignorância para um mundo mais aberto e de mais qualidade. Um povo, através de sua cultura, de sua história, de sua economia é que pode fazer uma nação forte.´Caso contrário, não vejo saída.

    Beijo grande, amiga!
    (desculpe o tamanho do comentário, rss)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Taís!
      Minha amiga, tu sabe o quanto compartilho da mesma opinião que a tua. Lembra daquele pedido de socorro da menina no Facebook que repassei para a Coluna? Pretendo repassá-lo para cá também para que isso nunca seja esquecido. Ler tem que ser uma coisa prazerosa.
      Eu sou meio estranha porque na infância me apaixonei por Memórias Póstumas de Brás Cubas e o Ateneu, o primeiro, com certeza, o que me chamou a atenção foi o início através do óbito do personagem. Mas é óbvio que diversas palavras eu tinha que buscar no dicionário e interrompia o ritmo da leitura.
      Eu admiro muito a minha professora de Redação, porém, ela tem uma visão super tradicional e me surpreendeu ao afirmar que jamais trabalharia com seus alunos menores Harry Potter! Tive que discordar! Nós duas e nossas rebeliões né amiga? rsrsrs
      Tenho certeza que minha opinião a respeito nunca mudará. Comecei a pegar gosto pela leitura, acredito que quase como todo o mundo, lendo HQ´s.
      Infelizmente, não vivemos em um país de leitores e a educação precisava rever isso aí.
      Beijos e adooooro comentários grandes! Comente o quanto quiser, sempre! :)))))

      Excluir
  4. Bom dia ♡♡♡
    Também adoro ler, esse livro não li ainda
    uns dizem que é muito bom, vou ler com
    certeza e bela participação
    Abraços com carinho!

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Rita, seja bem-vinda de volta minha querida!
      Esse livro é muito bom, tenho certeza que vai curtir.
      Beijos.

      Excluir
  5. Eu adorei sua visita no meu blog minha querida.
    Li com carinho sua postagem cada palavra escolhida do livro que vc leu
    foi um despertar para meu coração ferido.

    Desista. Mas desista aos poucos para dar tempo de não desistir.
    Veja essa frase sua querida.
    Por estar tentando deixar meu blog encontrei em vc razão de sobra para não desistir nunca
    dos meus sonhos.
    Que uma pessoa que julgada ser a melhor pessoa no momento que mais preciso
    deu um belo chute no meu calcanhar depois de se mostrar a coitada maior desse mundo.
    Amiga nessa lambada fiquei muito sensível uma cirurgia batendo a minha porta
    não teve a menor paciência comigo,
    que na verdade ando chorosa por ser algo que não desejo a nenhuma mulher , que é mulher de verdade se sentiria a vontade.
    A dor alheia sempre doeu em mim agora vejo o quanto uma pessoa brinca com os sentimentos alheio.
    Eu te agradeço tanto minha querida pode ver a postagem pelo menos desejo voltar se Deus me permitir.
    Obrigada por ter chegado na hora certa de volta para meu caminho um pouco nublado veio vc para engrandecer mais uma vez nossa amizade .
    Desejo a você um Domingo feliz.
    E uma semana abençoada.
    Beijos querida amiga.
    Evanir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evanir, sabe que eu li e reli diversas vezes esse teu comentário antes de ousar me pronunciar a respeito dele.
      É uma mescla de sentimentos, porque se ler minha autobiografia na lateral, verá que para mim, se fizer a diferença no que escrevo para sequer uma pessoa, já me darei por satisfeita. Mas ao mesmo tempo, não queria que fosse diante de tal situação.
      Duas coisas que aprendi, infelizmente muito cedo e na prática.
      Primeiro, são as pessoas que mais amamos e menos esperamos que nos esmurram mais forte. Mas esmurram com uma força de derrubar para valer mesmo, tipo para não nos levantarmos mais. E aí cabe a nós, ficarmos caídas ou procurarmos nos reerguer. Assumir o mesmo papel delas de coitadas, humilhadas ou... tomarmos as rédeas de nossa própria estrutura seguindo adiante e de pé. E esse tipo de coisa, infelizmente, ocorre muito em tempos de doença. Os grupos do Facebook sobre doenças autoimunes estão repletos de depoimentos de esposos e esposas que abandonam seus (suas) companheirxs porque ficaram ou podem vir (!) a ficar inválidos. Não compreendo este tipo de ser humano, pois fui feita, graças a Deus, de outro material. Fui feita para estender a mão e ter consideração até mesmo com um estranho em um momento frágil de doença, quanto mais alguém que faça parte de minha vida. Sou daquelas de além de procurar ajudar no que está ao meu alcance, vou aonde não está ao meu alcance, como intercesssora, orando e jejuando. Porque a dor alheia também sempre doeu em mim e é mais do que natural ficarmos perplexas quando as pessoas agem diferente. Mas elas agem...
      Segundo, não sei qual a tua cirurgia e também não é da minha conta porque não vem ao caso. Mas o que aprendi é que não é um seio, um útero, ovário, qualquer órgão que torne uma mulher o que se possa chamar de mulher de verdade. A feminilidade, o "ser mulher" está na essência da alma e isso não há cirurgia que a retire. É a alma, Evanir. Não a matéria.
      Olha, tu não tem que me agradecer nada. Apenas fiz um comentário sem interesses de bajular ou te pressionar para que ficasse, apenas te dei a liberdade de escolha. E pelo visto, fez a mais certa agora para ti.
      Beijos, fica com Deus, tenha uma semana abençoada e qualquer coisa só dar um grito aqui. ;)

      Excluir
  6. E ai menina,quantas frases legais! Eu gostei de várias,mas a que mais gostei foi...Eu digo que amo com a mais absoluta incerteza...Sim essa se parece comigo já que estou entrando nesse mundo de descobertas,mas amar mesmo de coração,amigos,meus pais,irmãos e meus animais amo sim e tenho certeza.
    Linda sua participação em mais esse bc.
    Bjssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Yasmin.
      Pois é, o autor estava se referindo ao amor romântico mesmo pelo que entendi.
      Beijos.

      Excluir
  7. Eu sempre releio alguns livros que gosto muito, faço isso desde minha adolescência, quando reli várias vezes "A marca de uma lágrima" e "Meu pé de laranja lima". Este último, sempre que dá eu releio e sempre caio na besteira de ler em lugares públicos, mesmo sabendo que vou chorar de soluçar na frente das pessoas, nunca me canso.

    Eu me chamo Antônio eu ainda não li, mas já ouvi outras críticas muito positivas, está na minha lista.

    Adorei a dica, viu? Tenha um excelente final de semana. Bjokas da Val e até a próxima =)

    Valquíria Paula - Blog Apenas Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Valquíria! Seja bem-vinda novamente aqui. :))))
      Boa pedida. Meu pé de laranja lima eu li quando era muito pequena e não lembro direito da trama, acredita???
      Então tu é o tipo de leitora dos sonhos de todo escritor, aquela que entra na estória com toda a alma e se emociona verdadeiramente com os personagens. Gosto disso. ;)
      Sinceramente, não sou de ler resenhas, mas ainda não ouvi ninguém que leu esse livro e não tenha gostado. Tenho certeza que tu vai curtir e muito.
      Uma excelente semana para ti e até "as próximas!" ;)
      Beijos.

      Excluir
  8. Mi, pela amostra que deu, penso que vou adorar esse livro. vou seguir sua dica, vou ler,e depois comento aqui....bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renato, como disse à Valquíria, não tem uma pessoa que eu conheça que tenha lido e não tenha gostado. É o tipo de leitura para todos, sem distinção. Até para quem não curte muito ler (mas eu sei que tu curte e muito!).
      Beijos e não esquece de me contar depois o que achou.

      Excluir
  9. Adorei sua participação e seu blog
    Desde a sua descrição com essência de Raul, meu conterrâneo que amo e sendo eu ariana, móbile solto num furacão, total a identificação

    Eu acho esse livro dez, escrever em guardanapos é coisa que faço desde os idos de minha adolescência, bilhetes, anotações etc
    Já quase comprei pela arte e poesia dele e por ter muito de mim nisso de escrever em guardanapos, mas a lista da traça aqui é tão grande que dou prioridade aos mais baratos da vez pra comprar mais ou uma lista de mais desejados
    Um dia ele :)

    Valeu pela dica e por participar
    Adorei ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tina! Seja muito bem-vinda ao Rivotril com Coca-Cola! :)))
      Fico feliz que tenha curtido minha participação e, acima de tudo, meu blog. <3
      Raul sempre foi O cara né? Acho que Metamorfose Ambulante é das músicas que mais me descreve. Detesto padrões, convenções e até mesmo coerências.
      Nunca tive o hábito de escrever em guardanapos, aliás, descobri essa prática através justamente desse livro. Achei uma coisa meio de boêmio, se é que me entende e opa! Não estou te chamando de cachaceira não, hein? hahahahaha!
      Os livros realmente não estão baratos em nosso país, sempre procuro promoções, mas é um custo que vale a pena. Pode valer uma visita ao McDonalds (que bem nenhum faz para a saúde) ou uma roupa de marca (que não faz taaanta diferença assim como dizem). Temos que dar valor aos autores, principalmente os nacionais.
      Eu recomendo sem pestanejar Eu me chamo Antônio para que leia, daí depois tu me conta. ;)
      Ah, a minha participação saiu meio mal feita, não pude sequer comentar nos posts das participantes ou sequer das criadoras da BC né? hahahahaha! Mas tudo ao seu tempo, conserto isso aí.
      Beijos e volte sempre que quiser. :)))))

      Excluir
    2. Kkkkkkk...eu tenho vários hábitos de cacheira, o que vale é que meu marido é namorado desde os catorze anos se não ia cismar
      E pense numa pessoa tipo alegre de bebida mexicana sem beber e se beber um copo de cerveja sono, sono, sono #eu

      Eu além de escrever em guardapos, escreveo em papel de embrulho e de pão, bicho escrevedor sabe

      Mas, em compensação para me expor sem máscaras rararara, nada a ver com nada, tenho destreza com sinuca de frequentador assíduo
      Além de bebericar café que nem fumante sem fumar

      Isso td dito rsrsrs, fui boêmia em outra encarnação ou uma boêmia mora em mim

      Irei comprar e preço não é memso um fator para mim sabe, eu faço essa mesma comparação de mac e tal, mas o meu barato é na faixa de achar na livraria ou pegar pela net de 40 reais (além já dei mais dói rsrs) autores como Saramago, Rubem Alves, Jostein Gaarder, Manoel de Barros que tem esses preços em seus exemplares, que quero todos
      Além de uns modinhas, nacionais e importados, onde está Antônio que fica pra o dia da promoção que sempre rola com os modinhas

      Enfim, tagarelei demais já
      Beijuuuu

      Excluir
    3. cacheira foi a cachaça da digitação errada kkkkkkkkkkk

      Excluir
    4. Teu marido é teu namorado desde os catorze anos? Wow! O.o.
      Parabéns por isso!
      Hahahahaha, eu tenho uma amiga virtual que diz que ela já é louca sóbria, imagine se bebesse. Eu não sou cachaceira, mas gosto de vinho, vodka, whisky e amooo cerveja e caipiroska!
      Não sou de ficar bêbada fácil, só se tomo em horário muito próximo a remédios.
      Sério que tu joga bem sinunca? Eu sou um desastre até na virtual, hahahahaha!
      Acho legal esse povo escrevedor como tu e o Antônio do livro, mas manuscritos não fazem parte da minha vibe.
      O grande problema de pegar livros pela net é que o frete costuma sair mais caro que a obra. Absurdas as taxas dos Correios. Mesmo assim, como moro em cidade pequena, muitas vezes não tem jeito e é o único modo de adquirir meus livros se os quero físicos. Geralmente quando me apego a uma obra eu a quero em minha estante, pdf não basta.
      Temos gostos literários muito parecidos, sou perdidamente apaixonada por Manoel de Barros, ele me fez ver a beleza da simplicidade que há aqui em Mato Grosso do Sul com outros olhos. Fantástico.
      Beijos minha querida e pode tagarelar o quanto quiser, aqui a conversa é sempre livre e muito bem-vinda!
      Beijos e tenha um bom dia. :))))

      Excluir
  10. Oi Mi, que legal que você também veio pendurar no varal coletivo!
    Tenho esse livro aqui em casa, que foi pedido pela escola de meu filho, e eu ainda não o li. Tenho inclusive o segundo também, acho que vou me animar e ler!
    Gostei das escolhas das frases. Já vou levar o link pro varal!
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, como falei para tua sócia de BC, minha participação saiu meio tosca, não visitei ninguém, mas quero muito porque sempre vamos descobrindo novos livros para serem adicionados à nossa lista.
      Eu ainda não li o segundo, quero demais. Está no topo da minha lista, digamos assim. rs.
      Leia e tenho certeza que vai curtir bastante.
      Muito obrigada por dependurar meu livro lá no teu varal, mesmo com o meu atraso em avisar.
      Beijos.

      Excluir
  11. Bom dia querida Mi... bom deve estar ai né..
    pois aqui estou abaixo de zero srsr congelando ...
    sempre gostei bastante de ler..
    hj o ritmo está menor devido ao fazer.. sempre estou a escrever algo então pouco tempo sobra.
    as vezes quando me pego em alguma leitura leio no máximo dois capitulos ao dia..
    as vezes vai mais de uma semana pra acabar o livro mas é legal..
    não sou devorador de livros mas fazedor né rsrs
    agora com teus cursos e apostilas deve fica mais pesado tirar um tempo né..
    mas logo tudo se ajeita..
    beijos meus e feliz sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Samuel, tu falou tanto em frio que acabou enviando pra cá, estou aqui, dividida entre estudos e blog enrolada no edredom, hahahahaa!
      Não está abaixo de zero, mas tá quase! Friozinho do cacete!
      Cara... Tem um conselho do Stephen King que ele deu aos escritores em geral e nunca me esqueço: Se quiser ser um bom escritor, leia! Leia muito!
      Tipo assim.
      Precisamos ler muito para podermos escrever muito, do contrário, não rola. Por isso, comece a devorar mais livros, vai enriquecer teu vocabulário como autor e inspirá-lo muito mais.
      O tempo fica pesado para quem o torna pesado, tudo se dá um jeito. ;)
      Beijos e seja feliz sempre poeta das asas douradas! :)))

      Excluir
  12. Oi, Mi! Vim conhecer seu blogue. Não conheço o livro mas gostei da sua indicação. As frases são ótimas! Muita alma nessa hora eu me direi várias vezes (tenho filhos pequenos e direto me digo calma mentalmente).
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Estela! Seja muito bem-vinda ao Rivotril com Coca-Cola! :))))
      Espero que tenha curtido o blog.
      Acredite, é uma ótima indicação, essas frases são só uma pequena amostra do que há no livro.
      Muita alma em todas as horas, né colega? Com filhos pequenos então... Quero nem imaginar! hahahahaha!
      Beijos.

      Excluir
  13. Tem livros que para mim são tão especiais que de vez em quando PRECISO rele-los! "Orgulho e Preconceito" "Stardust" são talvez os campeões, mas existem outros. Me identifiquei, também recomendo a pratica.

    Ah, sempre achoa "Eu me chamo Antônio um livro interessante e instigante, qualquer dia desses pego para ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pandora! Seja muito bem-vinda ao Rivotril com Coca-Cola! :)))
      Peraí... Você está falando de Stardust? Você está falando de Neil Gailman????
      Finalmente encontro uma blogueira que curta Neil Gailman por aqui!
      Guria... Eu sou fascinada tanto pelas suas obras quanto pelo cara, vi uma entrevista dele no youtube sobre as obras serem liberadas gratuitamente na internet que fiquei fascinada com sua tranquilidade. Ele afirmou algo como: se as pessoas tiverem acesso e gostarem de ler, logo não estarão satisfeitas e procurarão comprar os exemplares.
      E não é que é verdade?
      Estava agorinha mesmo comentando com a Tina que há livros os quais não me contento em pdf, tenho que tê-los físicos, na minha estante! Adooooro!
      Adoro folhear, sentir cheiro de livro novo... É tudibom.
      Ainda sobre Neil Gailman, sou apaixonada pela série Sandman e adoraria ter a oportunidade de ler todas as sagas. Sem falar que já assisti a animação Coraline diversas vezes, achei-a superior às de Tim Burton e olha que sou fã incurável de Burton.
      Quanto à minha indicação, pegue para ler, lerá de uma vez só. Super simples.
      Beijos.

      Excluir
  14. Nem me fale nas benditas apostilas e material didático!
    Aqui tá frio pra caramba!
    Leitura boa deve ser esta do Antônio!
    Beijos e boa quarta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Credo Vana, eu já estou com urticária desses trecos didáticos. Tem hora que dá vontade de tacar fogo!
      Aqui também está frio pra cacete, só debaixo dos edredoms, de boa... rsrsrs.
      Eu me chamo Antônio é uma ótima leitura, leve, descontraída e ao mesmo tempo, é bem profunda também.
      Beijos amiga e boa quarta para ti! :))))

      Excluir
  15. Ahh não... não, não e não!
    Esse livro tá na minha listinha desde quando saiu e já tem a continuação... não faz isso comigo pq eu preciso muito lê-lo! Li sobre o sucesso que fez no face e nos guardanapos, por isso me conquistou na época, mas ainda não o tenho.
    E concordo com vc - a cada nova leitura vemos coisas diferentes, assim como nos filmes... mas eu quero ler tanta coisa que dificilmente releio algo que já li - a lista é infinita e cada dia aparece mais....
    Muito boa sua participação na BC.
    Abraços esmagadores e ótima semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaah SIM, SIM E SIM! Esse livro é tudo de bom e não perca tempo em adquiri-lo o mais breve possível Bruxinha!
      Tem continuação siiiim e eu estou "doente" por ela, vou tentar adquiri-la loguinho.
      Hahahhaaha, sério que tu raramente relê algo? Muitas vezes abandono coisas novas de minha lista para reler leituras antigas, é bom demais, porque nada fica antigo, NADA. Toda releitura traz algo de novo, acentua nossa percepção.
      Beijos minha querida e ótima semana para ti também!

      Excluir

"Não compartilho meus pensamentos achando que vou mudar a cabeça de pessoas que pensam diferente. Compartilho meus pensamentos para mostrar às pessoas que já pensam como eu que elas não estão sozinhas". Autor desconhecido

"Ser feliz é saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta". Augusto Cury

É muito bom saber que gostou da postagem e irá comentar.
A moderação de comentários está ativada e tratarei de responder apenas o necessário, se houver.
Se tiver um blog, deixe a url no final do comentário para que possa encontrá-lo.
Comentários tais como ofensas, discriminação, divulgação de sorteios, de blogs ou que não tenham a ver com o conteúdo da postagem não serão publicados. Grata.

Mi F. Colmán

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"Enquanto eu estiver por aqui e me for possível, escrever continuará sendo a medicação mais forte e a terapia mais eficaz para a minha sobrevivência". Mi F. Colmán

Quem ri por último, Rivotril

Quem ri por último, Rivotril
Mais um Rivotril. O restinho dos ratos gritando somem. O restinho das pombas macabras somem. O restinho dos corvos somem. Todos para longe. Lá vai a mulher que assusta. Tati Bernardi.