17/06/2015

De blogueira iniciante a blogueiras iniciantes
















Muitas tags que lemos blogosfera afora traz uma pergunta, no mínimo, instigante à autora ou autor: "Qual conselho ou o que você diria para quem está começando agora no mundo dos blogs?" 
Minha opinião é que todas devemos dar uma grande atenção à voz da experiência, as veteranas têm muito a nos passar. Porém, há de se reconhecer que elas estão em uma outra vibe. Por esta razão, acredito que não haja nada como um bom papo entre iguais.
Sou uma blogueira iniciante que está em seu segundo blog e a iniciativa de criá-lo foi uma atitude corajosa. Eu tinha um blog já estável, com bastante seguidores, chamado Coluna da Mi. Fui muito ousada em desativá-lo, mas sou o tipo de pessoa que faz o que pensa que deve ser feito e, no início do ano, acabei por criar este novo espaço que além de ter muito mais a minha cara, procuro manter o foco que estava se perdendo no blog anterior.
De iniciante a iniciante, posso começar afirmando que o ato de blogar é para os fortes. Nada por aqui acontece como mágica. É preciso paciência e, acima de tudo, MUITA insistência.














Você deve estar ciente que está entrando em um território já bem explorado e precisa ter um diferencial para não ser apenas "mais uma na multidão". Que atrair leitores, seguidores, comentários e visualizações esporádicas, enfim, números, não basta. Sua missão deve ser a de conquistá-los, mantê-los contigo.
Há diversos conselhos estratégicos por aí, mas nada substitui a marca da sua presença. E como fazer isso? Comentando. 
E comentando de verdade em posts que realmente goste. Não esqueça que spam é algo detestável e superficialidade se percebe de cara. É preciso procurar blogs que realmente despertem seu interesse, os quais você queira aquela blogueira que escreve como colega ou amiga junto à sua caminhada. 
E é aí que entra o maior desafio. Perseverança é tudo aqui. Nem sempre você irá se deparar com a reciprocidade dos blogueiros e blogueiras em geral. Muitas pessoas, por mais agradável que você seja, por mais constantes sejam suas visitas em seus blogs, por algum motivo que talvez nunca saberá, elas irão te ignorar. E isso de modo algum poderá afetar o seu ânimo.
Como mencionado, muitas blogueiras antigas estão em outra vibe, sentem que já conquistaram tudo o que tinham que conquistar e blogam descompromissadamente, por puro prazer. Devemos todas, TODAS, sem exceção, fazer o mesmo, porém, se sua intenção for parcerias, certamente elas exigirão "n" número de seguidores e prepare-se que o trabalho será dobrado. 
Não adianta acreditar na tática de que os que segue, te seguirão de volta. Não acontece. Inclusive, li o comentário de uma blogueira dias atrás falando que não quer mais saber de ler blogs novos, que seus amigos já bastam.
Ainda não sou apta para poder criticar com propriedade, no entanto, não foi um comentário que me agradou. Quando percebo que uma blogueira mais nova ou tão nova quanto eu possui um blog literário, ou artesanal, que precise de parcerias, não vai me cair o dedo clicar em "seguir esse blog" na gadget de seguidores para dar uma força. Nem que seja até que ela se estabilize se o blog não me agradar.
A luta para realizar o crescimento de um blog não é fácil. E mais difícil ainda quando iniciantes agem como se não o fossem. Estão com uns 10 seguidores, não retribuem os que mostram disponibilidade em acompanhar seus trabalhos e simplesmente deixam quieto. Se são ambiciosas e a maioria das que vi agirem assim são, falam de make, mundo da moda e afins, com projetos ou até com canal do youtube prontos e, simplesmente, não dão a menor moral aos (poucos) visitantes que lhe deram atenção. 
Resumo: blog e canal fadados ao fracasso. 
Nunca se deve esquecer que o Blogger é um meio de comunicação e um meio de comunicação muito efetivo quando se faz com gosto, reciprocidade e persistência.
Meu primeiro post, que foi uma linda homenagem que fiz ao Rubem Alves, teve somente 4 comentários, os quais recebi com muita alegria. Pode parecer pouco para quem tem fascínio por números, mas para mim, ter cativado 4 pessoas (os comentários foram excelentes) foi de uma importância ímpar.



Quanto ao Rivotril com Coca-Cola, até hoje recebo comentários super legais no primeiro post. Na real, este blog foi um grande presente que dei a mim mesma e o qual fui presenteada pela consideração de diversas pessoas que mostraram que, não importa onde eu vá, elas estarão caminhando ao meu lado.
Mas lógico que não me acomodei esperando que tudo caísse do céu e não me acomodarei acho que nunca. Sou uma exploradora nata, estou sempre em busca de novas leituras, novos contatos e venho me contatando com antigos contatos da Coluna, que não me acompanharam, sentem falta de lá, mas acabam gostando e ficando por aqui. Percebem que minha ousadia foi por honestidade.
Eis o ponto principal de toda blogueira, ser honesta, em tudo. Use de total sinceridade tanto em seus posts quanto em seus comentários. Não tenha medo de polemizar. Até a cor de um batom pode causar polêmica, portanto, não se restrinja a escrever pensando só em agradar seus leitores. 
Não tenha medo de ser você.
Escrevendo com sua alma, certamente os agradará.
Seja autêntica, nunca se atreva a copiar, plagiar um texto! Dê sempre os créditos ao autor se por ventura queira compartilhar algo que não é seu. 

Não sei, a você que me leu até agora, quais são as suas intenções com seu blog. Eu só espero que não crie posts apenas com o intuito de ser famosa seguindo modinhas. As modinhas vão e você fica. Não esqueça nunca de seguir o exemplo das veteranas que é blogar por prazer, afinal, se elas são veteranas, não é por acaso.

Mi F. Colmán



I´m bleeding, quietly living I´m living, quietly bleeding - Dominik
 renata massa