quarta-feira, 17 de junho de 2015

De blogueira iniciante a blogueiras iniciantes
















Muitas tags que lemos blogosfera afora traz uma pergunta, no mínimo, instigante à autora ou autor: "Qual conselho ou o que você diria para quem está começando agora no mundo dos blogs?" 
Minha opinião é que todas devemos dar uma grande atenção à voz da experiência, as veteranas têm muito a nos passar. Porém, há de se reconhecer que elas estão em uma outra vibe. Por esta razão, acredito que não haja nada como um bom papo entre iguais.
Sou uma blogueira iniciante que está em seu segundo blog e a iniciativa de criá-lo foi uma atitude corajosa. Eu tinha um blog já estável, com bastante seguidores, chamado Coluna da Mi. Fui muito ousada em desativá-lo, mas sou o tipo de pessoa que faz o que pensa que deve ser feito e, no início do ano, acabei por criar este novo espaço que além de ter muito mais a minha cara, procuro manter o foco que estava se perdendo no blog anterior.
De iniciante a iniciante, posso começar afirmando que o ato de blogar é para os fortes. Nada por aqui acontece como mágica. É preciso paciência e, acima de tudo, MUITA insistência.














Você deve estar ciente que está entrando em um território já bem explorado e precisa ter um diferencial para não ser apenas "mais uma na multidão". Que atrair leitores, seguidores, comentários e visualizações esporádicas, enfim, números, não basta. Sua missão deve ser a de conquistá-los, mantê-los contigo.
Há diversos conselhos estratégicos por aí, mas nada substitui a marca da sua presença. E como fazer isso? Comentando. 
E comentando de verdade em posts que realmente goste. Não esqueça que spam é algo detestável e superficialidade se percebe de cara. É preciso procurar blogs que realmente despertem seu interesse, os quais você queira aquela blogueira que escreve como colega ou amiga junto à sua caminhada. 
E é aí que entra o maior desafio. Perseverança é tudo aqui. Nem sempre você irá se deparar com a reciprocidade dos blogueiros e blogueiras em geral. Muitas pessoas, por mais agradável que você seja, por mais constantes sejam suas visitas em seus blogs, por algum motivo que talvez nunca saberá, elas irão te ignorar. E isso de modo algum poderá afetar o seu ânimo.
Como mencionado, muitas blogueiras antigas estão em outra vibe, sentem que já conquistaram tudo o que tinham que conquistar e blogam descompromissadamente, por puro prazer. Devemos todas, TODAS, sem exceção, fazer o mesmo, porém, se sua intenção for parcerias, certamente elas exigirão "n" número de seguidores e prepare-se que o trabalho será dobrado. 
Não adianta acreditar na tática de que os que segue, te seguirão de volta. Não acontece. Inclusive, li o comentário de uma blogueira dias atrás falando que não quer mais saber de ler blogs novos, que seus amigos já bastam.
Ainda não sou apta para poder criticar com propriedade, no entanto, não foi um comentário que me agradou. Quando percebo que uma blogueira mais nova ou tão nova quanto eu possui um blog literário, ou artesanal, que precise de parcerias, não vai me cair o dedo clicar em "seguir esse blog" na gadget de seguidores para dar uma força. Nem que seja até que ela se estabilize se o blog não me agradar.
A luta para realizar o crescimento de um blog não é fácil. E mais difícil ainda quando iniciantes agem como se não o fossem. Estão com uns 10 seguidores, não retribuem os que mostram disponibilidade em acompanhar seus trabalhos e simplesmente deixam quieto. Se são ambiciosas e a maioria das que vi agirem assim são, falam de make, mundo da moda e afins, com projetos ou até com canal do youtube prontos e, simplesmente, não dão a menor moral aos (poucos) visitantes que lhe deram atenção. 
Resumo: blog e canal fadados ao fracasso. 
Nunca se deve esquecer que o Blogger é um meio de comunicação e um meio de comunicação muito efetivo quando se faz com gosto, reciprocidade e persistência.
Meu primeiro post, que foi uma linda homenagem que fiz ao Rubem Alves, teve somente 4 comentários, os quais recebi com muita alegria. Pode parecer pouco para quem tem fascínio por números, mas para mim, ter cativado 4 pessoas (os comentários foram excelentes) foi de uma importância ímpar.



Quanto ao Rivotril com Coca-Cola, até hoje recebo comentários super legais no primeiro post. Na real, este blog foi um grande presente que dei a mim mesma e o qual fui presenteada pela consideração de diversas pessoas que mostraram que, não importa onde eu vá, elas estarão caminhando ao meu lado.
Mas lógico que não me acomodei esperando que tudo caísse do céu e não me acomodarei acho que nunca. Sou uma exploradora nata, estou sempre em busca de novas leituras, novos contatos e venho me contatando com antigos contatos da Coluna, que não me acompanharam, sentem falta de lá, mas acabam gostando e ficando por aqui. Percebem que minha ousadia foi por honestidade.
Eis o ponto principal de toda blogueira, ser honesta, em tudo. Use de total sinceridade tanto em seus posts quanto em seus comentários. Não tenha medo de polemizar. Até a cor de um batom pode causar polêmica, portanto, não se restrinja a escrever pensando só em agradar seus leitores. 
Não tenha medo de ser você.
Escrevendo com sua alma, certamente os agradará.
Seja autêntica, nunca se atreva a copiar, plagiar um texto! Dê sempre os créditos ao autor se por ventura queira compartilhar algo que não é seu. 

Não sei, a você que me leu até agora, quais são as suas intenções com seu blog. Eu só espero que não crie posts apenas com o intuito de ser famosa seguindo modinhas. As modinhas vão e você fica. Não esqueça nunca de seguir o exemplo das veteranas que é blogar por prazer, afinal, se elas são veteranas, não é por acaso.

Mi F. Colmán


47 comentários:

  1. Oi Mi
    Um artigo fantástico e você nos presenteia com sábios conselhos
    Blogar é prazer sim mas para manter a fidelidade dos leitores é preciso oferecer conteúdo de qualidade. Fazer visitas, comentar sobre o tema emitindo opinião. Comentário colado só para marcar presença acaba afastando. Colocar a foto num gadget de seguidor e desaparecer não faz do blogueiro um seguidor. Isso não interessa. Infelizmente seguimos alguns blogues, comentamos e nunca recebemos sequer uma visita mas talvez não tenha acontecido a empatia e fatalmente vamos nos afastando. Manter um blog ativo requer determinação, paciência, visitas, retribuição e acima de tudo honestidade com o seu conteúdo e respeito ao conteúdo dos blogs que escolhemos acompanhar. E na medida do possível marcar presença
    Parabéns minha amiga pela texto espetacular
    Beijos e um doce sorriso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gracita! Muito obrigada! :)))
      Mesmo sendo iniciante, blogo por prazer. Aliás, não consigo fazer coisas que não me deem prazer e as que faço por obrigação, com toda certeza, jamais sairão tão bem feitas quanto faço as coisas que amo.
      Sim, eu aprendi a amar blogar, a ter toda esta interação que temos.
      Neste pouco tempo de blogosfera percebi que a gadget de seguidore é até repudiada por alguns. Eu acho legal, não para contabilizar, mas ao entrar em um blog sinto falta dela, porque acho o meio mais prático de acompanhar um blog, visto que não sou adepta a emails. Então, muito melhor que ficar seguindo fan pages ou entrando no Google Plus (que para minha conexão é mega pesado às vezes e trava), ainda dou muita prioridade a esta gadget.
      Comigo acontece de eu seguir o blog de uma pessoa e ela não me dar o menor retorno. Acredito que responda aos meus comentários por educação e não estou aqui falando como uma indireta ou reclamando, apenas expondo uma constatação. Porém, contudo, entretanto, eu não me importo. Gosto muito de seus blogs e sempre que posso acompanho e comento, sem a menor intenção de retorno, que sei que não virá e se vier, será sem espontaneidade e isso sim, eu dispenso totalmente.
      A honestidade é tudo, seja para o lado bom e nem o tão bom assim, não é mesmo?
      Beijos minha querida amiga e muito obrigada pelas palavras gentis de sempre! :)))))

      Excluir
  2. Mi,acho que o que mais vale é a vontade de blogar, brincar, falar sério, sempre na hora certa! Não desprezar ninguém e procurar incentivar sempre! E fazer, escrever, brincar, tudo o que for feito deve ter AMOR e muita vontade e esquecer os números e comentários. esses chegam aos poucos.E, se não chegarem, hora de rever o que andamos fazendo e o que podemos melhorar! Lindo te ler e ver tuas constatações! bjs, tudo de bom,chica ( Sobre os 4 comentários do teu primeiro post, lembrei que levei um susto quando vi o primeiro no meu,rs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chica, falou tudo! Tudo na hora certa, tem hora para tudo.
      Achei que minha intenção de incentivar e não desprezar fosse por ser uma blogueira iniciante, mas vejo muitas veteranas aqui no meu blog super novo, o que significa que quem bloga por prazer, de verdade, está com a mente aberta a receber novas colegas e, por que não, amigas, não é mesmo?
      Concordo contigo que sem amor, nada vai adiante.
      Eu, se desse importância à números, não teria aberto mão da Coluna que tinha o triplo de seguidores "oficiais" que tem aqui, mas os seguidores verdadeiros se vê pela quantia de comentários. E posso dizer com muito orgulho e alegria que tenho seguidores fiéis, verdadeiros e que são, acima de tudo, pessoas amigas.
      Hahahaha, acho que todo blogueiro de primeira viagem toma esse susto! Eu também, mas foi um misto de susto e muito contentamento por estar sendo lida por alguém.
      Beijos e tudo de bom para ti também.

      Excluir
  3. Blogar por prazer
    Autenticidade
    Capricho
    Interação
    São o básico a meu ver

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Tina, faço apenas uma ressalva em relação ao capricho. Infelizmente há aspirantes a blogueiras que nem nome para o blog têm e ficam no Facebook, nos grupos, em busca de "layouts fofos" para um blog sem título. Caraca, se a garota não tem nem ideia de um título, que tipo de conteúdo esse ser humano terá? São nestas pequenas coisas que percebemos uma futura blogueira aspirante a apenas ganhar dinheiro, sem muita preocupação com o resto.
      Beijos.

      Excluir
  4. Ohhhh que lindo Mi!!
    Dá gosto ler palavras tão queridas e verdadeiras...
    Você é um achado "bloguístico" querida...rsrs
    Os cientistas deveriam te pegar ( no bom sentido é claro) rsrs ... Fazer testes consigo e pesquisar com carinho a maneira com que consegue escrever tão docemente sobre esse trabalho nem sempre glamouroso, que é o ato de blogar!!!
    Sensacional!

    Dar uma paradinha no dia e vir aqui ler suas linhas significa sinônimo de restante da tarde feliz! É como se fosse uma injeção de Ânimo na vida! E não só na vida restrita aos blogs, pois são conselhos sensatos para a gente levar para a nossa vida também aqui fora! :))))

    Sim, blogar é um ato de amor, com toda a certeza! E a gente não deve esperar compensações ou reconhecimentos.. Estes demoram a chegar e muitas vezes nem vem...
    Mas quem insiste, consegue ao menos, fazer amigos incríveis e conhecer pessoas incomparáveis.
    Existe uma troca de conhecimentos abundantes! Sim, já aprendi muita coisa nos blogs e até posso citar um exemplo: o primeiro texto que li por acaso no Coluna da Mi, que falava como tirar propagandas inconvenientes do navegador. Segui suas instruções à risca e foi tiro e queda: tudo ficou limpinho.. Parecia mágica! Desde então, fixei em você e foi um dos achados mais extraordinários que encontrei na blogosfera nos últimos quatro anos....
    Sim, meu bloguito "véio" de guerra já está prestes a fazer bodas de flores e frutas...hahaha Até combina com ele....hihihihi e neste ínterim, foi bom demais te conhecer Mi. Sabe, eu estou um pouco devagar, quase parando neste ano, por problemas que me afetaram e até tiraram um pouco a minha criatividade e a vontade quase esmagadora que eu tinha de blogar no início. Mas creio que muitos passam por isso não é? Não tem como a vida pessoal ficar distante da virtual e o que acontece lá, afeta aqui e vice versa...Mas coloquei o respirador artificial e ando seguindo "devagar porque já tive pressa e já chorei demais".... rsrs Lembra? É a música, se não me engano, preferida da sua mãe não é? Se errei me corrija tá? A memória não é mais a mesma...hehehehe Está desgastada....Quase corroída...kkkkkkkk
    Aprendi muito e ainda aprendo contigo, como no seu post antecessor, que desenvolvia uma Tag. Uau, te conheci ainda mais naquele momento! Por isso que digo, ter um blog é muito legal mesmo e mesmo a gente sofrendo, quase se matando para mantê-lo no ar e não deixando-o morrer, vale muito a pena.

    E o que dizer dos comentários recebidos então? Nossa, eu só falto soltar fogos de artifícios quando chega um! E neste quesito digo que, infelizmente, se a gente não visita os amigos rotineiramente como antes, os comentários minguam... é verdade.... Sabe, no início a gente até pensa que é em razão das pessoas estarem gostando demais do conteúdo, e mesmo que ele seja bom, se não houver uma "reciprocidade", eles se vão.... Senti reduzir muito os comentários dos amigos neste ano... mas não me abati. Quem sabe ainda eles retornam quando eu puder, efetivamente, dar o retorno necessário, não é mesmo?

    Belos conselhos Mi, nem preciso falar que adorei né?
    Desejo um restante de dia primoroso, maravilhoso!
    Sei que está se dedicando intensamente aos estudos e mesmo assim, ainda consegue escrever tanto e tão bem aqui no Rivotril com Coca-Cola! É mesmo um achado e precisa logo ser capturada para ser pesquisada.....rsrsrs

    Beijos minha linda e ótima semana!! Com tudo de melhor de bom!!! Uhuuuu! :)))))) ♥♥♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Driii!!! \0/
      Bom demais te ver por aqui, guria!
      Olha, dependendo de como são os cientistas podem até me pegar no "mau" sentido mesmo, huahauahauahauhua! Tem uns que devem ser gatcheeenhos né? Nem todos devem ser nerdões. #Espero.
      O ato de blogar é glamouroso para quem procura glamour e em especial, a estas blogueiras iniciantes que procuram apenas isso que veio a inspiração para este post. Mas adoro isso, de superar minhas próprias expectativas.
      Que coisa incrível e gostosa de se ler, saber que minhas postagens injetam ânimo na vida de alguém. Acredite, é super compensador ler isso e por este motivo não penso em parar tão cedo, na real, atualmente fico pensando que vou caducar blogando. hahahahaha!
      Eu aprendi na prática que blogar é um ato de amor. Não é segredo para ninguém que entrei na blogosfera praticamente do mesmo jeito que muitas gurias estão entrando, por interesse. Mas quando tu realmente te envolve, vê e percebe que blogar é muito mais do que se autodivulgar, é conhecer pessoas incríveis, ideias novas, fazer amizades que de repente podem durar por uma vida toda (sim, eu penso grande), dá aquela reviravolta.
      Aaaah! Sabe que tenho que fazer algumas releituras da Coluna para cá, há textos lá que considero imprescindíveis a quem não o conheceu e esse das websearches é importantíssimo. Era dos posts mais acessados (só não superou o Grabovoi no Rivotril, hahahaha) e sei que é de utilidade pública. Assim que reservar um tempo, repasso ele e penso em fazer outros posts relacionados. Meu lado apaixonada por TI gritando aqueeee! hahahaha!
      Percebi que tu deu uma parada "legal" um tempo na blogosfera, mas agora têm andado a passos mais rápidos, tão rápidos que nem estou conseguindo acompanhar, rs, e isso é ótimo! É sinal que está havendo superação já desses problemas que te afetaram, ou ao menos, está conseguindo lutar contra eles.
      Eu te entendo perfeitamente, é praticamente impossível ter inspiração a escrever sobre coisas alegres (e teu blog até pelo título EXIGE isso) se tua vibe está baixa. Pode até conseguir, mas o leitor capta. Eu capto muita alegria e entusiasmo falsos de blogueiras por aqui... Não sei te explicar, é algo intuitivo, mas o leitor percebe.
      Caracaaaa... Tu lembra da música preferida de mammys! Isso que é leitora fiel! \0/\0/\0/
      Mas de boa, essa música só diz verdades, não adianta nada ficar chorando e se precipitando.
      Quanto à tag, achei super legal porque fala de amenidades que não costumamos colocar nos posts. Bom... ao menos não eu. Não vou criar um post sobre os esmaltes que estou usando, afinal, o foco do meu blog é totalmente oposto a isso.
      Sobre os retornos, vou ser bem sincera, não sou a favor dessa parada de visitar só quem me visita. Estou sempre perscrutando vários blogs e, se curto, sigo e comento sem problema algum e sem esperar reciprocidade. Inclusive estava comentando agora com a amiga Gracita que há uma blogueira a qual admiro pra cacete seus textos, mas não recebo a mínima reciprocidade e isso não me afeta, só relato aqui como constatação porque o post É sobre isso. Percebo que, como ela responde aos comentários como eu faço, com certeza só deve responder aos meus por educação ou porque ia "ficar mal na fita" como dizem por aí. Mas não recebo visitas, nem o +1 no Google Plus por parte dela que os "educados" que não querem comentar fazem por pura preguiça, hahahahaha! Acha que acredito que esse povo que põe +1 e não comenta leu realmente? Claro que deve haver os que leem, mas geralmente quem lê e gosta de um artigo, costuma comentar.
      Estudos, estudos, blogagens e Literatura à parte. rs.
      Temos que saber fazer o nosso próprio tempo e cá entre nós, este não é um ano de grandes expectativas, procrastinei pra cacete em fevereiro e me considero em 2015 apenas uma "treineira". 2016 sim, se não for bem mereço uma surra. rs.
      Se o cientista não for nerdão e gato, aceito ser capturada, hahahhaha!
      Beijos minha linda, tudo de bom para ti Dri e uma ótima semana!
      Obrigada pela visita adorável de sempre! :)))))

      Excluir
  5. Saudações Mi! Olhe, eu tinha uma grande experieencia em fotoblog e violog, sou uma blogueira razoavelmente adolescente. Juntando todos meus blogs que ainda estão no ar tenho quase 10 anos de blog. Meu blog atual é um completamente diferente dos anteriores. Eu não me identifico muito, raramente coloco fotos minha. Estou tentando alterar o conceito dele por pura exigencia do meu publico! Eu não vinculo o blog ao FB nem faço pagina do blog porque eu acho que o FB assim como foi com o orkut, vai morrer um dia, mas o blog, permanecerá! Uma coisa que eu não gosto do blogosfera é o lance dos mendigo de comentários e seguidores. Eu sempre peço autorização para vincular meu blog ao dos novos visitantes e que eu me identifico, acho que tudo precisa de ponderação e ibope por ibope é so dar copi&cola e nao se importar com o que posta! É isso. Beijos e abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ex Não Vaidosa! Como deve ter percebido, estou respondendo aos comentários em "suaves prestações", hahahaha. Tenho comentários para responder até do primeiro post. Mesmo que as pessoas não retornem para ler, sempre tem alguém que acompanha e isso é o que vale.
      10 anos! Nossa, tu é uma veterana! Não conheci teus outros blogs, mas curto o atual e sei que se conselho fosse bom, a gente vendia e não dava, mas eu jamais mudaria o conceito de um blog meu por exigência do público. Se o público não está satisfeito com meu blog, sinal que não é público para mim. Entende? Temos que nos conectar com pessoas afins e não aquelas que não aceitam nossos trabalhos e queiram nos moldar. Pense a respeito.
      Eu também não curto muito colocar fotos minhas, houve uma época em que era muito mais difícil de me aceitar e vivia "escondida", porém, com uma grande reviravolta que aconteceu em minha vida tão cedo, de modo tão inesperado, assim, do dia para a noite mesmo, cheguei à conclusão de que deveria passar por uma metamorfose e assumir quem sou diante de todos. Quero ser uma escritora que publica e, nos tempos virtuais, não podemos mais nos dar ao luxo de nos esconder. A exposição é inevitável.
      Eu tenho página no FB porque fui aconselhada que todo blog precisava ter uma. De boa, tem muitas curtidas, mas percebo que as pessoas que curtem lá, jamais passaram por aqui, pois não tem nenhum vestígio de que alguém venha da fan page para cá, hahahaha! As pessoas só clicam porque acham legal o título e nem dão muita atenção ao conteúdo real das fan pages.
      Espero que esteja certa de que o blog permanecerá, há muitos indícios pessimistas que não, mas... enquanto isso, vamo que vamo!
      Quanto ao copiar e colar, depende, existem algumas blogueiras que conheço que fazem uso de textos que não são delas, dando os obrigatórios créditos, lógico e são blogs de excelente qualidade. Nem todos querem escrever de modo pessoal e se expressam através de textos de outras pessoas. Eu sou muito assim com música. Muitas vezes uma música retrata com muito mais perfeição o que estou sentindo e vivendo no momento do que um texto de minha autoria.
      Beijos e muito obrigada pelas constantes visitas.
      Devagar, vou respondendo. rs.

      Excluir
  6. Oi Mi, tudo bem?!
    Eu até demoro um pouquinho, mas apareço \o/
    Olha, em agosrto vai fazer 5 anos que estou blogando,
    e nem me considero veterana, ainda tenho muito a aprender.
    Nunca foi meu intuito ser famosa ou conhecida por aqui,
    desde o começo, blogo por prazer. Amo visitar e comentar
    em muitos espaços, mas nunca faço isso por obrigação.
    E não crio expectativas do tipo: aguardar retorno de comentários.
    Quando comento algo, procuro ser transparente e sincera,
    e isso já me trouxe alguns problemas!rs
    Tem gente que escreve coisas achando que somos obrigadas
    a concordar com tudo!rs
    E como só compartilho textos que não são meus
    (não sei compor nem um versinho, quanto mais um texto!),
    sempre credito a autoria, mas vejo muito plágio e acho isso ridículo, além de ser crime.
    Enfim, me alegro em constatar que há excelentes escritores(as) por aqui,
    e me sinto privilegiada em poder ler tanta coisa boa e ainda desfrutar da amizade de muitos.
    E tem várias pessoas que assim como eu, não compartilham textos próprios,
    e eu amo igualmente visitá-los e saborear lindas postagens.
    Adorei te ler, mais uma vez.
    Suas palavras são sempre bem colocadas e inteligentes.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clau! \0/
      Nem comento sobre demoras, estou super lerda para dar conta da blogosfera. Mas é bom demais quando tu aparece por aqui! :))))
      5 anos e não se considera veterana???? Caraca... É veterana sim! São muitos anos de experiência com blogs.
      Como não é segredo para ninguém, eu criei meu primeiro blog não com o intuito de ficar famosa, mas com o nome conhecido para quando publicasse minhas obras, facilitasse. Foi o conselho de um amigo e o segui. Mas descobri que a blogosfera é muito mais que isso e vocês acabaram me cativando de verdade. rs. E assim, aprendi a blogar por prazer, revisando com calma minhas obras, sem pressa de publicação e interagindo por aqui.
      A fama que as blogueiras geralmente procuram são as que possuem blogs de makes, moda, já correm para criar canal do youtube e grande parte, além da fama, busca também os cifrões, claro.
      Ser transparente e sincera SEMPRE traz alguns problemas, rs. Eu "apanhei" muito virtualmente dos adeptos do russo que promete ressurreição e só uma adepta teve a coragem de vir até meu blog, sem invadir meus perfis públicos, comentar com educação. Recebeu de volta o que ofereceu, mesmo discordando de suas ideias, eu a respeitei.
      Sobre as autorias, estava comentando agora acima com a colega que nem sempre os blogs que copiam e colam não possuem qualidade. Conheço o teu e da Vera que são assim e vejo que é a forma que encontraram para se expressar. Algumas vezes faço isso com música. Algumas vezes os pensamentos de outros nos refletem muito melhor que os nossos próprios pensamentos.
      Muito obrigada Clau!
      Beijos. :)

      Excluir
  7. Parece que vc leu meus pensamentos! Também sou iniciante e fiz meu blogue para me expressar e guardar recordações do que sou hoje. Do início do ano pra cá fiz alguns amigos virtuais e tenho algumas veteranas que sigo de pertinho, ouvindo todos os toques que elas dão. Concordo contigo, se são veteranas sabem o que fazem! Tento comentar de verdade os posts que leio. Autenticidade e prazer em blogar também acho que são o caminho para o sucesso. Acho que estamos no caminho...
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi colega iniciante, toca aqui! 0/
      Teu blog foi feito com uma atitude nobre, o que não foi muito o meu caso, rsrsrs. Mas com o tempo vamos aprendendo com a vida, aqui também já tenho contato com pessoas que considero amigas mesmo e a maioria das blogueiros que sigo são veteranas. Muitas me surpreendem com a humildade, porque é muito mais fácil não dár moral para quem está só começando. Aprendi que aqui há pessoas bem solícitas e dispostas a ajudar de verdade.
      Eu tenho certeza de que nós duas estamos no caminho certo...
      Beijos.

      Excluir
    2. Correçãozinha básica: blogueiras. Embora tenha blogueiros que admiro para cacete aqui, mas são poucos os que me acompanham.

      Excluir
  8. Olá, querida Mi
    Vc me cativa porque, se fosse novinha como vc é, talvez fosse bem parecida...
    Mas como, vc se perguntará?
    Sim, eu era muito reprimida e, se voltasse no tempo, iria ser assim falante e 'audaciosa' no bom sentido...
    Vc tem capacidade de síntese grande, isso me agrada muito... mesmo escrevendo textos longos, atrai até o fim...
    Talvez não teça agora um comentário à altura do seu post (cansadinha, com neurônios precisando de se recompor, rs)... é bem em tarde!
    Já ia desligar quando me deparo com seu post novo... não pude resistir e valeu a pena!!!
    A gente amando o que faz, o tempo passa que a gente nem vê... lá se vão 6, 7 anos...
    Tem mil blogueiro 'anos luz à frente' e outros que iniciam, sempre dou incentivo aos blogs novos porque o tive no início... me fazia tão bem então, devo fazer o bem ao próximo agora, daqui por diante... incentivar é alegrar o coração do nosso semelhante e nos faz muitíssimo bem!
    Querida, 'filhota', vc tem potencial e não deixe que ninguém o reprima!!!
    Respeitar a todos, ser delicada com todos, compreender que têm muitos que não gostam do nosso blog, do nosso jeito e é a vida, enfim!
    Mas tem outros tantos que nos adoçam o viver e nos enriquecem em todos os níveis do nosso viver... vivo eu, blogueira feliz e agradecida a deus por tanto carinho recebido dos meus leitores e amigos...
    Seja muito feliz e abençoada e desculpe-me o soninho...
    Bjm fraterno
    P.S. Gratidão pelo respeito que vc tem para comigo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Roselia, você é uma querida!
      Sobre teu comentário... talvez o mais "natural" digamos assim, é que as mulheres de tua geração tenham sido mesmo mais reprimidas, em especial as que foram criadas na rigidez da fé católica. Não veja isso como uma crítica, mas um fato.
      Tu não pode voltar no tempo, mas pode fazer o teu tempo que é o agora! Acho que as pessoas, em geral, deviam parar de pensar tanto no passado e futuro e viver o que é real, ou seja, o presente. Nada te impede de ser falante e audaciosa agora. Embora fora do virtual eu seja uma pessoa firme, mas não falante. Não falo tanto quanto escrevo, ainda bem, ou ninguém me aguentaria! hahahahaha!
      Vejo que é uma blogueira que além de veterana, administra vários blogs, assim como a Chica e tenho profundamente admiração por vocês. Eu mal dou conta de um. rsrsrs.
      Teu altruísmo é admirável e percebo esse mesmo altruísmo em algumas veteranas, as quais já me cativaram de vez.
      Muito obrigada, tenho o que muitas pessoas consideram como defeito que é a noção do meu real valor, não sou de falsas modéstias, reconheço onde tenho potencial (assim como reconheço onde não tenho e nem insisto!) e jamais me permito reprimir pelo que quer que seja. O que é coisa rara dentro do Cristianismo, não é mesmo? Mas não suporto repressão, intolerância ou qualquer coisa do tipo e estarei protestando contra SEMPRE, ou isso aqui deixaria de ser o meu blog.
      Com certeza há e haverá muita gente que não vai gostar mesmo do meu blog, tenho consciência total disso e não me afeto se eu gosto do blog de alguém que não gosta do meu. Continuo acompanhando, comentando quando sentir necessidade e dane-se se a pessoa não for com a minha cara. Se o blog está público, é preciso aprender a "engolir" pessoas das quais não simpatizamos.
      E respeito não se agradece, a lei da vida é recebermos aquilo que oferecemos.
      Beijos minha querida amiga, seja muito feliz e abençoada também. :))))

      Excluir
  9. Oi, Mi!
    É perceptível quando um blogueiro não está nem aí para os comentários e por isso não interage. Pelo layout reconhecemos esses blogueiros "padronizados" movidos pela vaidade e que chama a atenção apenas de deslumbrados que almejam ser "celebridade blogueira". Tudo isso é uma grande besteira!
    É preciso gostar de gente, gostar de escrever e ser criativo. Ser blogueiro é ser generoso. Quem começa um blogue pensando em ganhar dinheiro com ele, está fadado ao fracasso.
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luma!
      Incrível que tenhamos a mesma percepção!
      Foi inspirada nessas blogueiras que esse post saiu, sei que sou apenas uma blogueira iniciante, mas penso que talvez uma ou outra fazendo a diferença, o conceito de blogs dê uma mudada. Não que queiramos ser como as veteranas, mas aprender com elas como blogar de verdade! Isso de celebridade blogueira é patético! Há garotas pagando um mico que chega a me dar vergonha alheia!
      Ser blogueiro é ser generoso. AMEI! E percebo isso em ti, pois está claro para qualquer um que visita o Luz de Luma Yes Party! o quão veterano é o blog e mesmo assim, tu não se limita a não seguir, comentar e deixar de conhecer novos blogs. Te admiro muito por isso.
      O dinheiro pode vir como consequência, mas nunca deve ser a prioridade. É assim que penso.
      Beijos.

      Excluir
  10. Concordo com muita coisa que você diz... acho que blogar tem que ser um ato de amor. Se quiser algo mais com o blog aí a dedicação só aumenta, mas acho que o amor e a paixão inicial não devem desaparecer jamais!!!

    Beijocas

    www.vidabonita.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Hilsa! Seja bem-vinda.
      Na minha opinião teu comentário falou tudo, com certeza um blog que tem o intuito de faturar exige maior dedicação, porém, a paixão em blogar não pode faltar ou será fadado ao fracasso. E o que percebo que há muitas veteranas perdendo essa paixão inicial, infelizmente.
      Beijos,

      Excluir
  11. O que tu escrevestes é bem verdade, é muito chato você sempre visitar a pessoa e a pessoa nem te dar um olá, já passei por isto e hoje nem tenho vontade de voltar para estes blogs.
    Me faz uma certa falta responder no próprio blog , imagina não retornar um presente que é um comentário, pelo menos eu visito todos e escrevo nos posts que me interessam ;)
    Reciprocidade é muito importante!
    Fico grata por sua amizade, beijos e bom domingo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vana, comentei com algumas pessoas aqui neste post mesmo que vivo isso com uma blogueira cujos textos considero admiráveis, super bem escritos. O fato de ela nunca vir me visitar como você mesma diz, nem que seja para dar um "olá" não me afeta porque realmente gosto MUITO do que ela escreve. No entanto, se fossem blogs que não despertassem muito meu interesse, não voltaria. Penso que reciprocidade é tudo, uma pena que nem todas pensem assim.
      Eu já pensei seriamente em parar de responder aos comentários para poder ter mais tempo para as visitas, mas não consigo me imaginar sem respondê-los. É como se estivesse ignorando as pessoas que comentam. Sei que muitas nem voltam, não dão importância, mas há as blogueiras que acompanham os comentários e tem coisa que só cabe falar em nossos próprios blogs, daí a minha desistência em parar de responder. No entanto, teu blog e da Maki tem outra proposta, não vejo muita necessidade de respostas no próprio espaço. #MinhaOpinião.
      Eu que agradeço por tua fiel amizade de sempre, beijos e uma boa quarta-feira para ti!

      Excluir
  12. Mi,
    Apesar do meu aparente sumico, sempre venho aqui ler o que vc escreve! Sou sua FA numero 1, nao esqueca! rsrsrsrs
    Eu estava nao, estou nos comentarios da sua primeira postagem, rsrsrsrsrsr, ta ficando veterana, hem!!! No inicio quando criei o primeiro Blog, o Alfabetizar, a minha intencao era de reunir as atividades que eu fazia com os meus alunos e , tbm. trazer novidades relativas a Educacao Escolar. Reuni nesse blog, 309 pessoas. Animada, fui criando outros. Mas, notei que se deixasse de blogar por um tempo as pessoas nao passavam mais nos blogs. Tudo bem, a culpa era minha. Quando comecei a ser assidua nas postagens e nas visitas, ja havia um retorno. Ate comentei, uma vez, que gostaria que me visitassem mais. Mas... Depois que fui para o Face e Instagran, comecou bater uma preguica em blogar. Acho que fiquei viciada. Me arrependi, pois acho os meus blogs bons. Resolvi tomar uma decisao: O Alfabetizar e o Reflorestando tirei-os do ar temporariamente. Pois, resolvi me dedicar mais aos outros. Agora, pra mim, blogar tem que ser prazeroso e nao uma obrigacao! Gosto de ir aos blogs, comentar ou apenas ler. Existem blogs que nos cativam e o seu eh um deles. Bom, vou parar por aqui, o comentario vai ficar imenso!
    Gostei da sua postagem!! Bjs e uma semana de paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaaah! Tu sempre muito gentil Lu! Vou começar a me achar em ter uma fã número 1 aqueeee! :)))))
      Você e uma porrada de gente cometou lá! hahahaha. Na Coluna não tive todo esse bando de comentário no primeiro post como tive aqui no Rivotril. É que o título chama a atenção, meio que "intriga" as pessoas. Muitos visitantes quando chegam aqui pela primeira vez já vão direto no primeiro post, curiosos para saber o porquê desse título (tem até um comentário pendente para ser respondido lá!), nas postagens populares, só perde para o polêmico Grabovoi. rsrsrs.
      Eu ficando veterana???? Hahahahaha! Tenho um caminho muito loooongo para isso ainda. De forma alguma me considerarei veterana, acho que seria perder o senso do ridículo, huahuahauahahaua!
      Caraca... Reunir 300 e poucas pessoas em um blog não é para qualquer uma!
      Olha, eu não sei se tem isso de "culpa", acho a reciprocidade tudo, porém, tem quem leve demais a ferro e fogo e quem não dê a menor importância em ser recíproco. Aqui tem de tudo, minha amiga, rs. Não é preciso ser veterana para perceber. Só acho que a reciprocidade deveria ser feita por prazer e não como uma obrigação, como bem disse.
      Acho uma pena que tenha que fechar alguns blogs, particularmente, acho o Alfabetizar muito bom e instrutivo, dava para trabalhar bastante em cima deles. Vejo que o Facebook e o Instagram te tiraram um pouco do foco de blogar mesmo, mas cada um tem que decidir o que é melhor para si. O Face para mim é mais um passatempo, não fui feliz em divulgação por lá, talvez com meus livros será diferente, com o blog não fez nenhuma. Já o Instagram, como não sou muito adepta a fotos, sei lá se vale a pena criar um. Fico só aqui, pensando... rs.
      De qualquer forma, fico muito feliz pelo Rivotril te cativar ainda. :))))
      E não se importe com comentários imensos, eu os adoro.
      Beijos e uma linda quarta-feira para ti!

      Excluir
    2. Mi,
      O Alfabetizar vai voltar, so estou dando uma melhorada nele.. Eu vivo inventando, agora resolvi criar a Mulher 60, rsrsrsrs, so pra dar mais trabalho. Redes sociais sao ..., vc se nao tiver cuidado, vicia. Mas la no face tenho a familia toda e tbm no Instagran. Como sou carente, rsrsrsrsrsrr e saudosa, vivo por la!
      Bjs e otimo dia!!!!!

      Excluir
    3. Que bom Lu! Achei que tivesse desistido dele. Eu sei da utilidade pública que possui porque quando ainda fazia Ensino Médio, para tirar uma grana fazia os trabalhos de estudantes de Pedagogia e blogs assim bons são poucos e raros.
      Redes sociais viciam, agora que estou conseguindo me desfazer mais do Facebook, antigamente era uma loucura do tanto que eu perdia tempo por lá.
      Beijos e um ótimo dia para ti também! :)

      Excluir
  13. Li coma atenção querida Mi procurando a blogueira iniciante, lógico que não seria você com toda esta bagagem cultural e informativa e aqui uma conselheira de primeira linha.Correta você quando fala do ser e por isso mesmo nós que viemos da Coluna sabemos muito bem porque estamos aqui e quem chega por aqui e passa por esta postagem, por certo muito aprenderá.
    Lindo post destes que dizemos que veio da alma.
    Pois bem. Estive em retiro por minhas Minas tão Gerais como um renovar de minhas baterias e volto com igual garra e prazer ao convívio desta grande família.
    Um carinhoso abraço amiga e uma bela semana a você.
    Beijo de paz Mi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toninho! Meu amigo! Seja muito bem-vindo de volta à blogosfera e ao Rivotril com Coca-Cola! \0/
      Nossa... Fiquei de cara agora com teus elogios, muito obrigada meeesmo! Mas sim, ainda sou uma iniciante e tenho um caminho muito longo para poder me considerar uma veterana. Digamos que sou uma iniciante com potencial para me tornar uma veterana, quem sabe...
      Vocês que me acompanham desde a Coluna são pessoas muito especiais às quais tenho uma grande consideração, quantos que por lá ficaram e nem vieram conhecer o Rivotril, não passavam de números.
      Meu sonho é conhecer tuas Minas tão Gerais, se Deus quiser ainda farei isso. Minha mana foi e ficou encantada! E olha que ela só curte lugar litorâneo. Minas, com certeza, é muito especial mesmo.
      É isso aí! Para blogar é preciso muito prazer e, acima de tudo, muita garra mesmo! rsrsrs.
      Beijos meu amigo e um belo restinho de semana para ti. <3

      Excluir
  14. Mi,
    Tudo bem?
    Respondi a Tag no Koisinhaschiques.blogspot.com.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu, me aguarde, estou aqui "em suaves prestações" tentando dar conta do tanto de comentários que recebo. Isso não é o máximo?!!! :)))))
      Beijos.

      Excluir
    2. Muito bom!!!!!! Mas, passe por la!!! Falei de vc!!!!
      Bjs

      Excluir
    3. Passarei sim! Não vou publicar nada novo enquanto não me atualizar com as visitas agora.
      Beijos.

      Excluir
  15. Quando você disse: "Porém, há de se reconhecer que elas estão em uma outra vibe." Eu me senti velha! kkk É verdade... mas eu me senti velha mesmo assim!!!

    Concordo muito com você em relação a questão de "blogar ser para fortes" e "Nada por aqui acontece como mágica. É preciso paciência e, acima de tudo, MUITA insistência."

    Algumas pessoas parecem achar que são um floco de neve especial e único e que o mero ato de ter um blog lindinho vai atrai uma multidão... Aliás, tenho alergia a pessoas que não sabem exercitar a reciprocidade.

    Não estou naquele ponto no qual não me interesso por novos blogs, mas confesso que não clico mais com tanta facilidade no botão "seguir esse blog", até porque meu tempo para blogosfera é pequeno e a tendencia é focar nos amigos de longa data... mas uma coisa boa para o blog não morre é não esquecer que sempre há uma leitura interessante a nossa espera seja livro ou blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pandora!
      Hahahaha, eu juro de dedos cruzados que não quis fazer ninguém aqui se sentir velha por ser veterana! Afinal, vi blogueiras que começam a blogar com 12 anos, se persistirem, com 16 já serão veteranas! :))))
      Adorei a alusão ao floco de neve, é bem isso, principalmente aquelas que desejam ser celebridades blogueiras, como a Luma tão bem comentou logo acima e outra coisa legal que ela comentou é que blogar é ter generosidade. E a reciprocidade entra aí.
      Meu tempo para a blogosfera também é escassíssimo, mas talvez por ser iniciante, não hesito em clicar no "seguir esse blog" e acredito que, mesmo quando for uma veterana, continuarei na mesma vibe. Com certeza não perderei o foco nos amigos de longa data, que serão estes que comentam direto aqui, porém, se desanimar em fortalecer com novos contatos, poderei estar perdendo a chance de conhecer pessoas incríveis. É isso que muitas blogueiras veteranas que esquecem que já foram iniciantes estão fazendo, deixando de conhecer pessoas interessantes pura e simplesmente porque são novatas. Natural que com o tempo se crie "panelas" entre blogueiras, mas não concordo que deva ser assim. Temos aquelas que temos maior afinidade, mas temos também que dar chance às novas pessoas que chegam. Como bem acentuou, sempre há uma leitura interessante e eu acrescentaria, pessoas interessantes, à nossa espera. ;)
      Beijos.

      Excluir
    2. Você está certa. É preciso se manter aberta, eu tenho fraquejado nisso. É bom repensar.

      Excluir
    3. Pandora, posso estar certa ou não, afinal, não sou ainda uma veterana para saber. Mas eu me imagino como uma veterana sempre aberta a novos horizontes, tipo a Roselia, acho ela um bom exemplo a ser citado, está sempre incentivando novas blogueiras. Acredito que sempre haverá o joio, mas também há o trigo entre as iniciantes e, como percebeu na tag do Neil Gaiman, sou uma pessoa que procura ver o incrível em cada pessoa, por isso, seria bem difícil para mim, me fechar. A não ser que começasse a ficar uma blogueira negligente por não dar conta de tudo. Mas repensar nossas atitudes, seja para mudar ou para concluir que estamos no caminho certo, é sempre bom. ;)

      Excluir
  16. Como já disse uma amiga blogueira, os blogues já foram usados no passado como rede social; hoje há várias opções de redes sociais, com "monopólio" ainda da principal! Os blogues então assumiram identidade própria e ficaram os que realmente gostam do blogar. Números aqui, para mim, já nào fazem sentido e os números altos de curtidas, compartilhamentos, não dizem muita coisa, porque é fácil curtir. Parar, ler, entrar no texto, na essência do que o blogueiro quer passar, não é para todos.
    Blogues novos tenho encontrado poucos, mas gosto logo de início! A Estela que comentou acima é um exemplo. É como se ninguém mais quisesse saber desse território considerado ultrapassado por muitos e de repente a gente encontra um dos nossos! Entendo que alguns blogueiros da antiga já não se esforcem mais para conhecer ou angariar mais leitores, mas não são todos que estão nessa vibe.
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana! :))))
      Tens razão. Há muitas opções, inclusive, uma pessoa que considero uma grande blogueira, que é a Lu Haddad, meio que está pendendo mais para o Face e o Instagram, sorte que ela não desistiu de tudo de blogar, mas fechou um blog de Educação que eu considerava muito interessante.
      Acho que números são importantes para quem pretende faturar ou tenha parcerias literárias, há editoras que exigem "n" números de seguidores e a mim não custa seguir o blog para dar uma força. Mesmo que depois de vê-las firmadas e minha presença não fizer mais diferença ali, saia de fininho, caso o blog não me seja interessante.
      Compartilhamento não quer dizer muita coisa. Há tantas pessoas dando preferência ao +1 do Google Plus por pura preguiça de comentar, tenho minhas dúvidas, acredito que poucos que colocam o +1 sem comentar leram meus artigos. rsrsrs.
      Blogs novos têm muitos, mas é tudo o mais do mesmo, make, looks do dia, coisas que considero de pouca importância. O conteúdo que me interessa é outro e a Estela foi muito bem citada por ti, ela é das iniciantes que, como eu, tem procurado fazer a diferença em meio a tantas futilidades.
      Eu só posso te dizer que fico muito satisfeita em saber que nem todas as veteranas estão na vibe que eu mencionei e sei que tu é uma delas. Na real, tenho visto veternanas perdendo a paixão inicial, há blogs com anos de existência, muitos seguidores cujas postagens tem uns quatro meses de "atualização" por aí ou até mais. Uma pena essa falta de motivação, essa perda de foco. Nenhuma outra rede social imediatista substitui a cultura que a blogosfera nos trás se soubermos garimpar. As veteranas que estão se fechando, na verdade, estão se alienando e perdendo a chance de conhecer novos horizontes, novas leituras, novas pessoas... Estão perdendo a chance de viajarem por mundos inexplorados e existe coisa mais triste?
      Beijos e muito obrigada por comentar e por acompanhar! Também sou assim, adoro acompanhar os comentários dos blogs que visito!

      Excluir
  17. Olá, Mi.
    O que eu vejo de diferente em ti é exatamente essa franqueza, sem estar presa "se está certo", "se não parece imaturo ou inoportuno", "se" e mais "se" - é você, com sua autenticidade que cai no gosto de quem gosta por gostar - não sei se me entendes ;)

    Eu cá, não sei muito bem onde os demais me enquadrarão nesta coisa das "bloguices"; não sigo uma luta renhida pelas audiências, mesmo porque reconheço que meus tema-base: poesia e "gritos de indignação", não cativam muita gente que pretende uma escrita mais "light", num mundo em que o segredo é "ser feliz", com vários truques para tal, e, quem não consegue se adaptar aos truques, simplesmente entra no faz-de-conta da felicidade, que é o que está na moda. Assunto sério dá coceira rrrrrrsssss
    Eu sigo mais uma linha que não apresenta o brilho ofuscante da felicidade porque muita coisa há que me inquieta. Não vou fingir o contrário porque é moda, para ficar "bem na fotografia" e estourar o "share".
    Porque não sei olhar sem enxergar a desgraça que me rodeia, escondida na crença de que "não posso salvar o mundo". Porque acredito que se colaborar a minimizar um ou dois males, que seja, do mundo à minha volta, entendo como preferível à alienação.
    E há postagens, que, para além da criação, dependem de trabalho de pesquisa, pelo gosto de apresentar dados a quem tiver o interesse genuíno de obter/completar informação.
    Claro que seríamos todos hipócritas, se disséssemos que escrevemos sem interesse em que nos leiam - para isso, não saíam as escritas do caderno - mas, quem vai me ler, espero, sinceramente, que seja por se sentir bem "do lado do sol" e que leve alguma coisa de lá, como eu, que, tantas vezes aprendo coisas novas, viajo em poesias divinas, me emociono com muitas escritas de gente que, às vezes, gostava até de conhecer pessoalmente, tal é a admiração que me fica.
    O que não tolero nem aqui, nem lado nenhum - porque, nesta altura da vida eu me dou o direito! - é arrogância - um pouco isso de que você fala, por outras palavras- e grupos que parecem fechados, regidos por um determinado escalão, que eu nem entendo direito em que se baseiam, mas nem me perco a entender, e parecem "esnobar" o resto do pessoal - às vezes, para me certificar de que não "é impressão" minha, ainda tento mais algumas vezes... mas, mantendo o mesmo "tratamento", eu, simplesmente ignoro. Porque tenho consciência do meu real valor no mundo, assim como da estupidez humana, que tem muitas caras.
    É isso.
    Me estendi ;)

    Um bjn amg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carmem! :))))
      Entendo perfeitamente o que quer dizer e vejo que captou exatamente a proposta dos meus escritos. Na real eu não me importo muito se vão pensar que estou certa ou errada, se vão me considerar imatura, inoportuna e todos os "ses" que possamos imaginar. Sabes por quê? Porque sempre, SEMPRE haverá um alguém que não vai bater com nossas ideias e, como nunca fui uma pessoa de seguir o senso comum, já é habitual ter que lidar com confronto de ideias no meu dia-a-dia, em casa, no colégio, na igreja, na vida.
      Assunto sério dá polêmica! hahahahaha!
      Mas a felicidade superficial que tenho visto pela blogosfera e redes sociais afora às vezes chegam a me causar mal-estar. Acho que tu me entende melhor que qualquer outra pessoa que bloga, porque não tenho muito talento para poetizar, mas para dar meus gritos de indignação sou pró! rs.
      Penso que esse faz de conta de felicidade, essas imagens retocadas com photoshop, essa vida em si "photoshopada" no virtual, quando adentra a real, deve haver por trás uma tristeza muito grande.
      É... Eu imagino assim. E tenho quase certeza de que estou certa.
      Não quero dizer que devamos ser depressivas e sérias o tempo todo, porém, é impossível estar numa vibe alta 24 horas por dia! Não existe isso. É ficção.
      Acho que no quesito "bloguices" nós nos encaixamos no realismo e talvez por isso afastemos muita gente. E talvez por isso conquistamos muita gente também. Não somos só nós que estamos cansadas de tanta happy hour artificial, acredito que até os que seguem a vibe precisem de blogs como os nossos para uma catarse, já que não conseguem fazer o mesmo. Veja bem, é muito provável que estejamos falando por outras pessoas que não consigam falar por repressão, medo ou simplesmente por autosabotagem. Porque quem procura fingir felicidade o tempo todo está se autosabotando. Da realidade ninguém escapa.
      Não podemos salvar o mundo, é certo e eu nem penso tão grande assim. Mas penso que, fazer a diferença aqui e ali, devagar, o mundo vá mudando aos poucos sim. Por que não?
      Quanto à arrogância, ela não me afeta justamente por eu saber do meu valor. Comentei incansavelmente neste post sobre uma blogueira que admiro muito o que escreve, comento em seu blog, mas ela sequer vem me fazer uma visita ou dar um "olá". Não faz diferença, eu não me importo. Usei-a como exemplo porque imagino que muitas blogueiras devam passar por semelhante situação. Nem me passa pela cabeça dar indireta a quem sequer se faz presente em minha vida virtual, indireta que não chegaria a lugar algum, mas ela é um forte exemplo. Um exemplo de blogueira que quero ser como escritora, mas não como blogueira, se é que me entende. rs. O fato de ser ignorada não fará os escritos dela piores e não me impedirá de continuar acompanhando seus blogs.
      Carmem, muito obrigada pelo excelente comentário, saiba que adoro blogueiras que se estendem porque geralmente são as que têm muito a dizer.
      Beijos amiga.

      Excluir
  18. Voltei para ler mais um pouquinho dos comentários! Muitas vezes complementam o texto!
    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Piscadela de olho direito porque com o esquerdo, não consigo!

      Excluir
  19. Blogar por prazer...Eu tinha um blog(hoje eu tenho uma página no face)Durante o tempo que tive o blog eu percebi que havia perdido o foco,meu objetivo era me promover como escritora,mas a ambição de ficar famosa,me fez querer falar de roupa e moda que é um assunto que não têm nada haver comigo.
    Mas consegui voltar ao meu foco,que é publicar textos na internet.Acho que se eu fosse dar uma dica para as blogueiras novas seria:Nunca deixe de ser você mesma,não faça algo que você detesta só porque é modinha e te deixarã famosa.
    https://m.facebook.com/Reflexoesdaminhamentedoida?ref=bookmark

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna Diana, seja bem-vinda!
      Bem... falar de roupa e moda não tem absolutamente NADA a ver com Literatura, concorda? Realmente, o que te aconteceu foi "ir no embalo" como dizem, das outras pessoas e seguir as modinhas dos blogs fashion.
      Teu conselho é esse mesmo, ótimo! Até porque, poucas são as blogueiras desse nicho que conseguem "a fama" e só pagam micos online. Tenho visto de monte issoae.
      Beijos e desejo muito sucesso na tua estrada literária.

      Excluir

"Não compartilho meus pensamentos achando que vou mudar a cabeça de pessoas que pensam diferente. Compartilho meus pensamentos para mostrar às pessoas que já pensam como eu que elas não estão sozinhas". Autor desconhecido

"Ser feliz é saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta". Augusto Cury

É muito bom saber que gostou da postagem e irá comentar.
A moderação de comentários está ativada e tratarei de responder apenas o necessário, se houver.
Se tiver um blog, deixe a url no final do comentário para que possa encontrá-lo.
Comentários tais como ofensas, discriminação, divulgação de sorteios, de blogs ou que não tenham a ver com o conteúdo da postagem não serão publicados. Grata.

Mi F. Colmán

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"Enquanto eu estiver por aqui e me for possível, escrever continuará sendo a medicação mais forte e a terapia mais eficaz para a minha sobrevivência". Mi F. Colmán

Quem ri por último, Rivotril

Quem ri por último, Rivotril
Mais um Rivotril. O restinho dos ratos gritando somem. O restinho das pombas macabras somem. O restinho dos corvos somem. Todos para longe. Lá vai a mulher que assusta. Tati Bernardi.