quinta-feira, 4 de junho de 2015

Vingança


- O monstro do meu tio que me fez muito mal hoje tá na cadeia, mas isso não me faz sentir melhor da depressão. - revelou Dennis a um grupo de ajuda psiquiátrica no Facebook.
- Cara, a melhor vingança é você ficar bem. - aconselhou Diogo.
Lembrei-me imediatamente de uma tensa noite onde dei um mau conselho.
Estávamos em uma reunião no grupo de dependentes químicos da Igreja quando eu, como voluntária, apresentei uma palestra sobre depressão, automutilação e dependência química. 
Ao fim do evento, uma das senhoras que ajudam a manter a clínica de reabilitação me chama a sós com uma expressão desesperada:
- Você tem que me ajudar. Conheço um menino que tem esses problemas. Ele estava aqui internado, mas fugiu. Foi abusado sexualmente e falou para minha sobrinha que esta noite vai para bem longe de casa por querer poupar sua mãe de ver, mas disse estar decidido se matar. Por favor, ajude!
E, intacta, eu me encontrei com um papel na mão escrito Nick e um endereço que pertencia ao país vizinho.
Não me dei conta que havia escurecido, eram quase oito da noite e não tive outra alternativa senão avisar os pastores, afinal, chegara ali de carona com um deles.
Óbvio que ouvi de um, o estúpido clássico: "Quem quer se matar, não fica falando, faz".
Por sorte o que dirigia era mais sensato e resolveu ajudar da maneira dele. Orando, claro.
Chegamos na casa de Nick e lógico, tudo aparentava absolutamente normal. O pai assistindo tv na sala, o chamou para ver-nos. Eu o reconheci. Já o tinha visto anteriormente na clínica. A primeira pergunta que o pastor desconfiado fez foi como ele estava. E, sorridente, Nick respondeu estar ótimo, preparando o jantar para a mãe, informando que logo depois se prepararia para dormir.
Para quem não tem olhos tão atentos como os meus, tudo corria bem e a mulher que solicitou ajuda só poderia estar louca. Porém, enquanto os pastores oravam achando que aquilo ia resolver alguma coisa, minha percepção denunciava um jantar de descargo de consciência, um "dormir" para sempre e alguém que a última coisa com a qual estaria preocupado seria Jesus e Sua salvação. 
Com expressões de "missão cumprida" os dois me chamaram de volta para o carro, mas meu instinto foi mais forte. Puxei o garoto pelo braço, dei um abraço forte e conversei com ele a sós num canto da varanda de sua casa.
- Nick, eu sei o que te aconteceu e só vou te dizer uma coisa, não faça nada contra si mesmo. Acredite, você é muito mais do que te fizeram. Você é jovem, é bonito, tem toda uma vida pela frente. Não deixe quem te fez mal ganhar! A tua vitória será a melhor vingança!
Ele relutava contra as lágrimas e foi quem me deu o segundo abraço, agradecendo. Sua feição parecia melhor e aquela noite dormi aliviada.
Não foi surpresa revê-lo no domingo, em uma confraternização após o culto e muitas outras vezes.
A tática funcionou, é o que importa, não?
Como uma emergência, eu diria que sim.
Acredito que muitos como eu adoram a série Revenge. Quem não torce pelas loucuras que Amanda Clarke, vulgo Emily Thorne faz para vingar-se dos seus opositores? 
Quem nunca sofreu o mal de alguém e não desejou ver diante de seus próprios olhos algo como Justiça Divina ou Lei do Retorno acontecendo? Admito que eu, inúmeras vezes. 
Quem também nunca ouviu conselhos semelhantes ao meu e do Diogo do início do texto, dando a volta por cima?
E me pergunto: será que todo este desgaste vale mesmo a pena? Não deve ser apenas em casos emergenciais e depois, haver maiores esclarecimentos?



Dezembro de 2014, um garoto emo de um outro grupo do Facebook anuncia aos amigos via Skype que irá se matar porque sua namorada o trocou pelo amigo e, pouco levado a sério, se enforca dentro do quarto poucos minutos após o anúncio, vindo ao óbito aos 17 anos de idade.
Até hoje acompanho a trajetória de sua mãe, que além de estar enfrentando um câncer, foi acometida por tamanha tragédia em sua vida.
O perfil da garota? Por volta de 30, 31 do mesmo mês mostra-se felicíssima planejando que cosplay usar na virada do ano e ainda ironiza o apelido de "assassina", afirmando que a inspira.
Evidente que não a julgo, não sei o que houve entre os dois, muito menos posso afirmar que tal felicidade seja real. Mas a verdade é que sua ironia não deixa qualquer vestígio de, no mínimo, respeito pelo ocorrido. Independente da perseguição que deve ter sofrido depois do caso, nada justifica ironizar a situação de uma mãe gravemente doente e enlutada a qual há, mesmo que indiretamente, seu envolvimento.



É aí que aprendo que vingança, suicídio, choros, nada vale a pena por pessoas que um dia nos prejudicaram. Aprendo que ninguém está nem aí com os sentimentos alheios. Aprendo que nem todos pensam com altruísmo como uma parte de nós (graças a Deus, ainda!) pensa. Simplesmente, como num game, dão restart em suas vidas e procuram, pelo menos à sua maneira, ficarem felizes. Se é que pode-se ser realmente feliz e contemplado pela vida após deixar um rastro de tanta dor. Porque a vida real, creio eu, não há recomeços sem circunstâncias. Não deve haver, como nos games, um restart completo.

“Para o inocente, o passado pode guardar uma memória. Mas para os deleais, é só uma questão de tempo antes do passado devolver o que eles realmente merecem.” Revenge

Mas aprendo também que não cabe aos prejudicados se preocuparem mais com isto. Já basta o que lhe fizeram de mal. 
Por essa razão eu chamo de mau conselho. 
Estar bem não é a melhor vingança. Porque não se está buscando ficar bem por si mesmo, mas ainda vive-se em função do outro e do mal que lhe foi feito. É como um suicídio em vida.
Não existe uma melhor vingança.
O que existe é procurar viver bem longe dela. 
O ideal é seguir a vida de forma plena por sua própria causa, mudando completamente o foco. E fim.


Mi F. Colmán





















"Ou você segue a vida. Ou ela segue sem você". Ádila Cabral.

Nota: Os nomes citados são fictícios para proteger a identidade das pessoas mencionadas.



34 comentários:

  1. Oi Mi, as ofensas, injúrias, crimes, abusos e torturas que alguém possa ter-nos feito irá receber ressonância se continuarmos com o pensamento fixo na ideia de vingança. Acredito que o que fazemos com o mal que nos fazem é o X da questão... aquele que fez terá sua consciência a cobrar-lhe em dado momento, mas e o que fazemos com o mal que recebemos? Remoemos, deixamos com que isso nos mate? Ou damos a volta por cima e evoluímos com todo o sofrimento que nos fizeram?
    Gostei muito de ler seus relatos, servem-nos de lições de vida e de como lidar com os possíveis acontecimentos que estamos fadados a vivenciar...
    Também adorei seu blog. Beijos, ótimo fim de semana pra você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juni.
      É... E é justamente essa ressonância que diz que considero preocupante. Embora nem sempre seja muito fácil lidar bem com o mal que nos fizeram, ele é sem dúvidas alguma o X da questão, como falou.
      Sobre chegar um dado momento que a consciência cobre algo, não acredito muito. Acredito que há pessoas que realmente não tomam consciência do mal que fazem pelo mal estar tão enraizados nelas que não sabem nem o que é um sentimento de culpa ou arrependimento. Existe sim, pessoas que são verdadeiras sociopatas, não se importam com os sentimentos alheios, com os danos que fazem, desde que elas fiquem bem.
      Mas precisamos sim, estar prontas para encarar a vida, porque podemos vivenciar de tudo mesmo.
      Beijos e um ótimo domingo para ti.

      Excluir
  2. Oi Mi
    É claro que não somos tão altruístas a ponto de nunca ter desejado ver quem nos fez mal alimentar-se do próprio veneno mesmo sabendo que isso nos faz mal. Somos humanos, sofremos mas temos que seguir em frente e afastarmo-nos daqueles que nos causam ou causaram tanta dor. Ninguém deve viver em função do sofrimento que lhe foi imposto por outrem. Tirar lições dessas situações, evoluir e deixar que a vida faça as correções mais acertadas. Cada um que pratica o mal contra o seu semelhante inevitavelmente um dia conhecerá a lei do retorno. Assim é a vida! A vingança é amarga e só leva para as trevas.
    E a ausência da luz abarca o coração do que ofendeu, humilhou, agrediu mas essa mesma luz se esfumaça no coração daquele que planeja e saboreia uma vingança inútil
    Os seus relatos são magníficos e nos inspira a filosofar
    Beijos minha linda amiga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gracita.
      Bem isso amiga, seríamos hipócritas demais se não assumíssemos o quanto nos daria prazer ver quem nos fez mal sorvendo do próprio veneno que nos injetou. Porém, concordo que a vingança só leve ao mundo das trevas e esse mundo colega, estou dispensando por completo.
      Eu não tenho toda essa sua convicção sobre a Lei do Retorno como tu tens, mas sem sombra de dúvidas que a ausência de luz toma conta de quem ofende, humilha, agride é incontestável. Tão incontestável que a ausência de luz pode tornar-se total e a pessoa nunca tomar consciência, dando vazão à prática do mal com outros.
      Os relatos são bem fortes, né? Pena que o emo não teve o mesmo destino que o Nick.
      Beijos e um ótimo domingo. :)))))

      Excluir
  3. Olá Mi, que trabalho bonito você faz, ajuda a trazer mais luz para a vida de todos e para o mundo.
    Seja sempre bem vinda ao Mulheres em Círculo.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dra Cristiane, seja bem-vinda! :)
      O que aprendi com trabalho voluntário é que nós recebemos muito mais do que doamos, é um trabalho fantástico.
      Muito obrigada e volte sempre que quiser aqui.
      Beijos.

      Excluir
  4. É Mi somos parecidas mesmos. Por que aqui em casa é cada um no seu canto. Meu pai não se esforça o mínimo para manter um dialogo com nós seus filhos. Vejo os pais dos filmes, tão companheiros, tão amigos e me pergunto. Isso só tem em filme mesmo? Fica a dúvida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju.
      Não. Os pais amigos e companheiros não existem só em filmes. O que acontece é que cada um tem um jeito de mostrar como ama. Nem sempre será por gestos considerados típicos como um afago, um beijo ou um abraço. Nem mesmo uma conversa. Mas se abrirmos bem os olhos para observar, alguma pista do amor que sentem por nós fica. Talvez deva ser mais atenta.
      Há muitas famílias como a sua, que é bem individualista no cotidiano, mas nem por isso significa que não exista bons sentimentos, do contrário, nem seriam mais uma família. Onde não há amor, há destruição dos lares.
      Beijos.

      Excluir
  5. MI,

    absolutamente incrível!!!

    Parabéns e pensar que existe tanta besteira e inutilidades publicadas.

    Desejo muito sucesso e procure uma editora!

    Um abração carioca

    ResponderExcluir
  6. Faltou dizer:Seguindo você!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo! Uau! Seja muito bem-vindo! :))))
      Teu comentário aqui me tirou um sorrisão de orelha a orelha, muitíssimo obrigada pelo incentivo.
      Quanto a uma editora, só na investigação por enquanto, rs. Vamos ver como farei.
      Obrigada pela visita, já acompanho teus blogs há um tempo e volte sempre que desejar.
      Beijos.

      Excluir
  7. Eu não sou a favor de vingança, seja ela qual for, porque não acho que se vingar nos faz sentir melhor, talvez por alguns instante mas depois que passa o momento a dor ainda persiste. Com certeza eu como pessoa humana já senti vontade de me vingar, já sonhei em dar o troco, mas nunca o fiz, porque sinceramente eu acredito que um dia de uma forma ou de outra essa ou aquela pessoa que um dia me causou algum mal, var receber de volta, mesmo que seja seja eu a pessoa a devolver o insulto, ou mágoa.

    Infelizmente vivemos num mundo onde tudo está banalizado inclusive os sentimentos, vejo pessoas rindo da dor alheia, e não entendo como isso é possível, mas é, é o que mais vemos nas rede sociais.

    Eu acredito que ficar bem, deve ser por um único motivo, nós mesmos, aprendi desde cedo que a única pessoa que pode me fazer feliz sou eu mesma, que não posso depender dos outros, então hoje cada vez que algo me magoa, procura em mim forças para ser feliz apesar de!

    Amei o post, é uma ótima reflexão para fazermos no nosso dia a dia ...

    Bjks Mi!

    OBS: Ainda não consegui te segui o google não deixou, mas vou voltar sempre até que ele me libere!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi My! Seja bem-vinda aqui também. :))))
      Caraca... Eu adorei teu comentário! Sério, creio que se todos nós pensássemos assim levaríamos a vida muito mais leve.
      Também acho que a "alegria" da vingança dure por muito pouco tempo, o que fazer com a dor é que é o grande problema e isso não depende de vingar-se ou não. Algumas pessoas pensam que sim, mas estão enganadas.
      Vejo que também acredita na Lei do Retorno como a amiga Gracita, eu tenho minhas dúvidas por ver tanta gente má se dando bem e tanta gente boa se dando mal na vida. Porém, há os orgulhosos que sabem muito bem disfarçar suas misérias, então não dá para ter certeza absoluta de nada. Devemos seguir a vida e confiar acima de tudo em Deus (para quem crê, claro) e em nós mesmas.
      Muito obrigada pela visita e comentário, fico super contente em retornarmos o contato e o Google te deixou seguir sim. ;)
      Beijos. :))))

      Excluir
    2. My, outra coisa que gostaria de ressaltar foi tua observação pela banalização dos sentimentos e pessoas rindo da dor alheia. Vi isso nas redes sociais de forma muito sórdida, pessoas invadindo a timeline do garoto que se matou e zoando, sem o menor respeito pela dor da mãe que está com câncer. Isso pra mim nem gente é.

      Excluir
  8. Concordo, mas não é fácil seguir em frente e esquecer, principalmente para os jovens em processo de formação de personalidade.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, não é fácil para ninguém! Em nenhum momento eu disse que era, muito pelo contrário, todos nós pensamos em Lei do Retorno ou Justiça Divina quando não podemos (ou não queremos) nos vingar com nossas próprias estratégias.
      Sobre a maturidade, nem sempre ela chega de forma cronológica. Conheço pessoas bem velhas e super rancorosas, que guardam mágoas antigas e de forma alguma têm a capacidade de liberar o perdão.
      Existe níveis de maturidade independente da idade. Esse menino emo era da mesma idade do Nick, aos nossos olhos, o que houve com Nick parece ser muito mais sério, porém, a forma que superou foi diferente. Enfim, o menino também não teve o pedido de ajuda atendido como o Nick, é tudo muito relativo.
      Beijos.

      Excluir
  9. Há tantos mistérios na alma do ser humano...insondáveis cantinhos onde a dor, o medo, a angústia, podem viver e atormentar...

    Algumas pessoas tem a sensibilidade de aproximação e...tocam delicadamente, podendo salvar uma vida...(acho que vc tem esse dom).

    Adorei a frase : Ou você segue a vida. Ou ela segue sem você". Ádila Cabral.

    Pura e simples verdade!

    Vou levá-la para o meu cantinho de reflexões no Face.

    Mi, grata pela sua presença bonita em nosso blog.

    Quando puder, volte, ficaremos felizes.

    Tenha um domingo bem bonito, beijinhos,

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lígia! Que prazer te ter por aqui, seja muito bem-vinda! :)))))
      Eu acredito que eu tenha sim esse dom e nem sempre é fácil a luta, porque de algum modo, parece que atraímos pessoas em desespero e nem sempre parece estarmos preparadas para lidar. Mas a verdade é que o Pai sabe e nos prepara mesmo que num impulso desenfreado como aconteceu com o Nick.
      Pena que eu não estava no Skype junto ao outro que se suicidou, com toda certeza, se fosse uma amiga mais próxima, faria de TUDO para tentar fazê-lo desistir. Fico abismada, assim como sua mãe, como os amigos que estavam online não a avisaram disso se tinham seu número de telefone. As pessoas estão ficando cada vez mais incrédulas e indiferentes às dores alheias. Sorte que ainda restam algumas pessoas no mundo que se importam. E com certeza, graças a Deus, eu me importo.
      Essa frase da Ádila é tudo! Quero conhecer teu cantinho de reflexões no Face, se puder me adicione.
      Eu que agradeço tua presença aqui, volte sempre que quiser, também ficarei muito feliz com tua presença.
      Beijos e um ótimo domingo para ti. :))))))

      Excluir
  10. Boa noite querida Mi.. quantos casos passam por nós e quantos muitos outros nunca se ficam sabendo.. é como as crianças que nascem na Siria na condição que a mesma está..
    todo mundo diz.. coitada daquelas crianças, não mereciam isso..
    e por trás disso tem um contrato.. se escolheram lá é para quitarem mais rápido o carma..
    e assim se dá nas familias onde acontecem casos como o do menino..
    eu sempre vejo desta maneira.. não sei se estou certo mas como vi em regressões..
    numa vida vc mata, na outra é morto, numa vc abusa, na outra é abusado..
    tudo precisa ser equilibrado, o que ficou e o que é criado aqui agora..
    quando este laço é rompido se subiu um degrau..
    sobre essa questão do filho que se matou.. pra vc ver como está as questões ligadas a desejos.. pq ng morre por amor ou pq levou um cano..
    mas tamnho é o desespero que acabam indo fundo..
    uma pena.. tudo está ligado ao sexo, a emoçoes negativas, a brincar de amor, pq a maioria fala nele, mas sentir tá dificil.. sentir em si mesmo né..
    beijos e um feliz sempre querida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite poeta. Bom revê-lo por aqui e não somente no Face. :)
      Como sabe, respeito todas as crenças, porém, indiscutível é que muitas são fatalistas e em momentos de tragédia, numa "explicação", acabam piorando o estado das pessoas ao invés de auxiliá-las.
      Acho um fatalismo horrendo a visão espírita (e espiritualista) do karma. Do mesmo modo que vejo o fatalismo do Cristianismo com péssimos olhos em relação à homossexualidade, transexualidade e, neste caso, o suicídio.
      Veja bem, no caso desse garoto, não culpo a guria. Penso que o acontecimento com ela tenha sido somente a faísca que faltava para que ele culminasse o ato. Não curto a atitude fria que ela teve, o desrespeito. A família dele não está atravessando uma boa fase (já acompanhei famílias que travaram uma barra contra o câncer, há mesmo de ser muito forte e ele não passava de um adolescente), com toda certeza tinha problemas psiquiátricos (é impossível alguém são suicidar-se sem um histórico nem que seja só de depressão) e, portanto, as coisas foram simplesmente acumulando e creio que o ato dele foi seu último grito. O suicida não quer fugir da vida e sim, acabar com a dor que lhe é insuportável.
      O Cristianismo, salvo os presbiterianos e reformados que acreditam na predestinação e eleição, interpretam o suicídio como um "homicídio", um pecado que não tem perdão por não dar tempo de arrepender-se (como se alguém pudesse afirmar o que ocorre no último suspiro) e por isso entra no mandamento "Não matarás".
      Para os presbiterianos e reformados, Deus tem seus escolhidos e um escolhido não pode ser separado de Deus nem mesmo pela morte, pelo suicídio. Segue o versículo que atribuem:

      "Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.
      Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós.
      Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?
      Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia. Somos reputados como ovelhas para o matadouro.
      Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.
      Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir,
      Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor. (Romanos 8:33-39)

      Mas falar sobre predestinação e eleição daria no mínimo uns 5 posts. rs.
      Sobre a tua regressão, muita gente pode considerar delírio, como consideram delírio minhas crenças. Convivo com ateus, sei bem como é, nunca podemos nos julgar donos de uma verdade absoluta, afirmar coisas com tanta veemência assim.
      Estamos neste mundo (pelo menos eu estou) para confortar. De boa, eu me sentiria uma monstra se chegasse para o Nick ou à mãe desse guri e dissesse: "Tu tá sofrendo porque quis, então aguenta. Não importa se tu lembra ou não". Ou pela visão cristã mais usual falar para aquela mãe: "Teu filho vai queimar no inferno junto com o diabo e seus anjos, onde haverá pranto e ranger de dentes". Pfvr né? Noção! Bom senso!
      Desculpe, mas isso é sórdido demais e não ajuda em nada, podendo culminar em outros suicídios e de boa, se isso ocorresse, EU me mandaria direto para o inferno, Deus nem precisaria se dar ao trabalho.
      Entende? É sórdido tais afirmações. Sórdido como julgar o que está ocorrendo na Síria. Não somos juízes, não estamos aqui para julgar nem afirmar nada, estamos aqui para consolar os aflitos, isso quem tem altruísmo, lógico.
      Não acredito mesmo, repito, que o menino tenha morrido por amor, até porque sou arromântica e não creio no amor romântico, tudo é uma troca, mas de uma coisa que não tenho a menor dúvida, é do desespero. Do poder que ele tem e que, por pouco, pela graça de Deus, não carrega o Nick junto.
      Beijos meu querido e seja feliz sempre também!

      Excluir
    2. Bom dia querida Mi....
      sim sim.. só dei meu ponto de vista com base nas leituras e em coisas que já pude ouvir.. tudo que nos acontece ou acontece aos outros é sim um grito interior..
      quem sou eu pra julgar.. pois sei que sou julgado a todo momento por meus deslizes tb..
      tudo que eu comentar é sempre a opinião que tenho sobre o que leio, o modo que vejo.. e o teu modo é maravilhoso.. todos temos nossas visões e isso é maravilhoso.. eu dependendo do assunto toco na regressão pelos casos que pude ver e muitos comigo.. mas cada ser é um ser.. e cada familia é cada familia com suas coisas por resolver..
      pena que há muito sofrimento, muito desequilibrio que gera doenças nos que amamos por coisas que não deveriam acontecer..
      sobre a Siria eu falei tb com base no que ouvi de pessoas de escolas iniciaticas..
      não é minha visão, apenas coloquei para compartilhar e pode ser ou não ser.. tu me entende né..
      contigo é smepre prazeroso compartilhar pq as tuas visões são ótimas.. beijos querida e um feliz sempre

      Excluir
    3. Boa tarde poeta.
      Tu sabe que pode comentar tudo o que pensa aqui, há uma grande diferença em termos ideias diferentes de ofensas pessoais. E nós nunca caímos nas ofensas pessoais por mais opostos que sejamos, isso nunca. E tenho certeza que não irá acontecer. Inclusive cheguei a comentar isso em resposta ao Felisberto em algum post aqui.
      Algumas vezes sou meio dura com as palavras, mas tu e todos que me acompanham desde a Coluna da Mi sabem que não o faço por mal, que só não consigo ser muito "delicada" na hora de expor uma opinião que me cause certa indignação ou desconforto.
      Mas de boa, exponha teu ponto de vista sempre que quiser, não quero de modo algum que alguém se sinta intimidado ou na necessidade de ter que ficar se explicando para mim. Cada um tem seu próprio método de ver a vida, eu que exponho o meu de forma muito direta. rs. Mas é o meu jeito. Também cuido para não ser ofensiva e, se for, todos têm o direito de me chamar a atenção.
      Muito obrigada pelas palavras e principalmente, pela compreensão e consideração. Saber encarar os contrários da vida é o maior sinal de maturidade que alguém pode demonstrar. ;)
      Paz e luz sempre poeta das asas douradas.

      Excluir
    4. Certamente minha querida e feliz por tu sempre entender..
      não sou nem quero ser o senhor sabe tudo.. mas admiro muito poder compartilhar as coisas que leio e podendo ou não ter verdades nelas acho primoroso..
      sim.. fique tranquila assim como eu tb.. não tem pq a gente pegar pesado e apelar.. somos de boa né moça querida...
      e se um dia der vamos tomar um vinho do porto pego na fronteira vizinha rsrs
      e escrever poemas não é..
      sempre um prazer te ler e trocar figurinhas em outras palavras..
      beijos meus e feliz sempre doce Mi

      Excluir
    5. Bom dia poeta!
      Nossa, como eu te entendo. Assim que me converti da magia negra para o lado da luz, eu fiquei tão extasiada que queria dividir isso e gritar aos quatro cantos do mundo! O problema é que nem sempre as pessoas estão preparadas para ouvir nossas crenças e nós, com nossa empolgação, acabamos também passando a impressão de juízes e donos da verdade absoluta. Porque temos certa responsabilidade com isso também, afinal, acabamos agindo com muita parcialidade.
      Mas como tenho ateu na família que vez ou outra "puxa minha orelha", caio em mim rapidinho quando isso acontece. rs.
      De jeito nenhum que vamos cair nas ofensas pessoais e perder nosso futuro encontro regatos a muitos vinhos do porto, chilenos e tudo o mais? :P
      Tu fica com os poemas, eu fico com os vinhos e a prosa, combinado?
      Beijos meu querido, obrigada pelo doce (sei que sou meio azedinha, mas tipo aquelas balas maravilhosas azedinhas doces né?) tenha um dia muito feliz, de muita paz e luz e até sempre poeta das asas douradas! :)))))

      Excluir
    6. Correçãozinha básica: regados.

      Excluir
  11. Boa noite minha querida...
    como é bom voltar sempre e ler-te e ter esta troca tão bela.. como adoro interagir com quem está sintonizado comigo sempre procuro deixar minhas impressões.. pois entendo-te muito Mi...
    e comigo tu sempre pode falar o que pensa.. pois tb sou assim rsrs sei que as vezes posso pegar pesado sobre algum tema.. mas é mais a emoção de descortinar o mesmo.. quando se fala de determinado assunto ele se apresenta mais e mais a nós..
    magia negra e magia branca.. ambas estão dentro de nós como bem e mal..
    não somos 100 por cento bons nem o maior dos bandidos é 100 por cento ruim.. todos buscamos o equilibrio.. uns tem um arduo caminho outro já estão na metade..
    verdade.. aqui em casa é assim tb..
    as vezes abordo alguns temas que aqui em casa me olham torto srs
    dai já mudo de assunto.. falo com quem se abre e me ouve e quer compartilhar..
    todos temos nosso genio Mi.. e vamos acalmar ele ou deixar ele fervendo dentro de nós rss
    depende do nosso agir..sim sim.. eu e tu somos bem de boa.. eu nunca pensei nessas coisas.. antes de ofensas.. vamos falar muita besteira isso sim né querida srrs elas nos fazem rir muito..
    claro.. trocar um vinhoto srs mas nem a pau né..
    eu nas poesias e tu no que és boa.. a prosar que nunca consegui srs
    eu vejo e verei vc sempre doce.. mas pode ser um agridoce pendendo pra doce né..
    beijos meus e até alum hora no face.. te chamei lá mas não deves ter recebido.. mas qualquer hora a gente se acha.. beijão e até sempre Mi

    ResponderExcluir
  12. Bom dia querida Mi..
    eu por aqui de novo rsrsrs mas acho que sou sempre bem vindo né
    antes de deitar ontem me veio a mente o filme que uma amiga me passou a pouco e o vi..
    é sobre o padre Pio..
    se chama Padre Pio de pietrelcina..
    não sei se já viu.. mas vou deixar o link aqui a vc..
    ele está em duas partes..
    lembrei de vc pois ele aborda muito o jogo bem e mal.. ele foi perseguido desde menino pelas forças contrárias.... enfim.. deixo aqui e se desejar ver e comentar depois ficarei feliz..
    apenas passo o que me passam e julgo bom.. beijos meus querida..

    parte 1

    https://www.youtube.com/watch?v=Ls1MlCUA0cw

    parte 2

    https://www.youtube.com/watch?v=D756fDqKEac

    até sempre querida

    ResponderExcluir
  13. Bom dia (ou tarde) poeta das asas douradas.
    Percebo que nossa interação é muito de boa, lembrei das ofensas pessoais porque um ser humnao que nunca vi em minha existência invadiu meu perfil do Google Plus para me insultar diretamente. Seguidor, claro, de Grigori Grabovoi. De boa, cada um faça o que quiser da vida, acredite no que quiser, porém, se alguém é contrário, não tem a menor necessidade de atacar a pessoa. Se tem tanta necessidade de atacar, ataque as ideias então, o que já não é de muito bom tom. O mais sábio é debater com civilidade, mas infelizmente, pouca gente sabe o que é isso.
    Quando me referi à magia negra e branca, falava da prática dos rituais mesmo. A magia mais poderosa é e sempre será a mental, isto aprendi em uma aula de Wicca.
    Eu não sou muito seletiva em abordar qualquer tipo de assunto com qualquer outra pessoa, talvez seja um erro de minha parte, porque sim, há mesmo pessoas que não nos dão muita abertura. E estas costumo silenciar, não sem antes deixar minha opinião. Penso que muitos ainda não estejam preparados para assimilar certos assuntos, porém, creio que um comentário, um ensinamento, mesmo que não absorvido na mesma hora, possa deixar plantada uma semente que no futuro poderá germinar.
    O meu gênio não é nem uma coisa nem outra, rs. Eu não o acalmo, mas muito menos o deixo fervendo dentro de mim. Ele ferve exteriormente mesmo.
    É... Sou um pouquinho agridoce, mas só um pouquinho. #sqn hahahahaha!
    Quanto ao Facebook, como recebo muitas inbox, às vezes acabo me perdendo e não encontrando. Estes dias encontrei uma inbox de dias da amiga Roselia, foi super chato isso, porque parece que tu tá deixando a pessoa no vácuo quando não é. Recebo muito contato de blogueiras e blogueiros e também de muitos autores independentes querendo vender seu peixe (estes lotam minha inbox! Socorro. rs).
    E muito obrigada pela dica de filme, adoro receber dicas de filmes interessantes. Sobre batalhas espirituais, exorcismo, os que mais gostei até hoje foram O Ritual com o incrível Anthony Hopkins e semana passada Livrai-nos do Mal. Mas acredito que este recomendado tenha um teor diferente.
    Muito obrigada pela presença de sempre, ÓBVIO que é super bem-vindo aqui sempre.
    Beijos poeta, tenha um belo dia e até sempre!

    ResponderExcluir
  14. Bom dia querida Mi... srsr ou frio dia.. putssss
    geada do cão aqui to teclando com os dedos duros rsrs
    sim sim.. tu tri de boa sempre.. são bem poucas as pessoas que tenho este contato e tu é uma delas..
    pois é.. vi este tal de gravoboi sempre girando no teu perfil..
    tenha cada merda a solta né..
    uma amiga minha tb.. sempre a invadir o perfil.. ng merece..
    comigo nunca aconteceu pelo menos até agora..
    atacas assim chegam até nós como punhaladas..
    recebemos muita coissa das pessoas.. se são boas ótmo mas as ruins nos afetam nos demais corpos que temos..
    sim.. já falei com pessoas do Wicca.. tem muita força mas sempre a branca.. e no fim nem uma nem outra tem força.. pois mais forte que elas somos nós se assim nos vermos..
    sim, comigo é assim tb.. se toco com vc sobre alguns assuntos é pq sinto isso em vc..
    nem todo mundo podemos expor nossas visões pq já saem sentando lenha em nós né srs
    nossos gênios são um perigo a parte srrs eu tento ser neutro.. mas nem sempre se dá pra ser né rsrs tu é um doce sim rsrs pode ter um pouco de amargo mas eu fico mais com o dece mesmo.. sim.. quanto ao face é isso mesmo.. as vezes mando e mando e não recebo retornos srs deve ser isso.. e entopem de mensagens dai se perde lá rss

    quanto ao filme espero que curta sim.. gostei muito e vou ver de novo.. sempre tem uma mensagem legal.. este que tu citou não conhecia não..

    claro querida.. sempre passo por aqui para ter esta interação contigo..
    vc tri gente fina.. bom de se falar..

    outro dia esta lendo no blog da Tais rsrs
    achei tri engraçado teu comentário rsrs
    tinha um ex que roncava que nem um porco rsrs
    que bala.. digo que foda né srs
    ronco dos outros é uma porra mesmo..
    foi pelo ronco da minha mãe que faz uns 4 anos que durmo no porão rsrs
    paz de espirito sempre e sono bom tb..
    beijão doce Mi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia poeta das asas douradas.
      Sério que está geando aí? Aqui, por incrível que pareça o clima está ameno, para andar de camiseta de boa. Estou estranhando porque Ponta Porã é assim, quando é calor é um calor extremo e quando é frio, é de matar. O vento gelado corta tudo os meus lábios, desta vez está tranquilo.
      Eu tenho contato com algumas (poucas) pessoas, sou meio chata e seletiva virtualmente. Considero grande parte delas amigas, porém, amigas íntimas é beeeem diferente né? Tenho uma amiga virtual fidelíssima, que já perdoou muita mancada minha, rs, desde a era do Orkut, também conheci uma lá que agora deixou de ser virtual e nos vemos todos os anos. É muito legal essa interação e quando sai da tela, é simplesmente incrível.
      Hahahaha, eu bloqueei o homi do Grabovoi. Não dá, não quero ser mal educada online e corria sérios riscos de estar sendo incitada a isto. Deixei falando não com a minha mão, porque ela não merece, deixei-o falando sozinho mesmo.
      Amigos invadindo o perfil? Bom, eu só permito no meu a Ádila com seus belos poemas e alguns raros poetas que me marcam. Tem que ativar a moderação de marcações lá nas configurações do Face, do contrário, tua timeline vira um circo. Não dá para deixar, as pessoas são completamente sem noção.
      Sabe Samuel, já fui uma pessoa que se sentiu muito, muito afetada mesmo com ataques virtuais. Passei por uma série de cyberbullyings por causa de um motivo sério e hoje já não permito que me atinjam. Minha alma criou um escudo contra essas punhaladas.
      E não, acho que tu não entendeu direito, eu falo de tudo com todo mundo! hahahaha! Se eles não entendem, aí sim eu silencio e fico na minha, mas com esperanças de ter semeado algo que irá germinar um dia, talvez... Se não, sem problemas, ao menos fiz a minha parte.
      Ser neutro é ser forte e admito que pessoalmente, ainda possuo essa fraqueza e não tenho o tal escudo que tenho no virtual. Cara a cara é muito mais difícil manter o autocontrole.
      Inbox do meu Face tem muuuuitas mensagens mesmo, como tenho contatos e não deixo postarem na minha timeline, eles apelam para as mensagens na hora de se promover. rsrsrs. Aí acabo ficando perdida entre tantos contatos tentando se comunicar.
      Tenho certeza que curtirei o filme e que curtirá os que recomendei, procure por eles.
      Hahahahaha! Tu também é como eu que lê comentários??? Olha, eu não sei se eu ronco, mas ninguém até hoje reclamou (talvez por educação, vai saber), mas acredito que se fosse como um porco, alguém se manifestaria.
      Ronco é muito foda, principalmente dividir a cama com quem ronca se tu tem insônia, tu tem vontade de empurrar o indivíduo cama abaixo.
      Lamento que tenha que dormir no porão por conta do ronco da tua mãe, isso sim deve ser muito foda. Não deve ser ronco e sim, uma metralhadora. huahuahahauahau!
      Tu também é muito gente boa e vamo que vamo, nos falamos mais.
      Até sempre poeta!
      Beijos e um ótimo fim de semana meu querido.

      Excluir
    2. Boa tarde minha querida..
      sim sim rsrs geada tá quebrando o magrelo aqui no meio rsrs
      na cama, as cobertas todas pesam o dobro que eu srsrs
      fazer o que..
      nasci no sul tche srs to lascado..
      aqui até andar de camisa curta vai longe..
      mas logo chega a primavera..
      verdade Mi... não precisamos de números, mas de pessoas com qualidade para trocarmos informações.. e são poucos sim.. os que tenho são aqui e não são muitos.. não podemos abrir nosso campo para pessoas que não nos entenderiam..
      vibramos conforme vibram para com a gente..
      sim.. sei que é assim.. e eu tb já passei por algumas coisas mas não tão pesadas.. sabe Mi.. falo com uma amiga e ela me passa coisas muito boas..
      temos de cuidar até com nossas fotos.. só mando se a pessoa pede e se confio.. senão não rola mais isso.. se pensar na gente já prejudica se a pessoa assim quer .. imagina com fotos e coisas mais né..
      pois é.. proteção sempre.. energias pesadas vem de tudo que é lugar..
      até no simples sentar no onibus.. o bom é cruzarmos pernas e braços para fechar nosso corpo de energia.. senão sugam a gente sem saber..
      é mesmo rsrs as vezes vejo vc na area mas não chega retorno rsrs dai eu fico mais um pouco e vazo tb.. mas uma hora a gente se encontra..
      vou adorar conversar mais com vc sobre as terapias.. vc bem aberta a isso e eu meio tramela rsrs dai é bom né..
      sim.. quanto aos filmes vou ver com o tempo tb..
      eu sempre leio rsrs só não respondo pra não dar ciumeira rss
      quanto ao ronco rsrs temos de fazer como o chaves...
      prestar atenção enquanto dormimos rsrs
      mas dificilmente eu ronco pois durmo de barriga para baixo..
      minha amiga disse que é o melhor a se fazer.. coisas do pós sono sabe..
      pra evitar ataques no astral..
      sim.. eu sou feliz hj... pq contar carneirinhos não dava mais com a mãe srs
      sim querida Mi.. bom ter pessoas como tu para se conversar..
      beijos meus e feliz sempre querida

      Excluir
    3. Eu também nasci na Região Sul, sou de Curitiba, terra friiiia. Sofri demais na infância por causa da bronquite asmática, vivia no oxigênio e é verdade, o "calor" só dá seu ar da graça por meados de novembro e olhe lá! Um sol bem tímido.
      Não fico nessa retaguarda o tempo inteiro, pois se ficasse, nem fotos poderia publicar na web. E hoje é praticamente impossível não publicar fotos pessoais nas redes, porque ser fake não é nada legal, ninguém conquista a confiança de ninguém sendo um. E eu me importo com isto porque afinal de contas, serei escritora, se Deus quiser. E escritores não têm como não se expor! rs.
      Mas tipo de cruzar braços, pernas, coisas do astral, tu sabe que não é a minha vibe. Tenho fé na proteção do Maior e acredito não precisar de nada além disso. Mas, como sempre, respeito quem crê.
      O Facebook é assim, posto uma ou outra besteira que acho engraçado (gosto de descontrair, fazer as pessoas rirem, tenho muitas pessoas que sofrem de depressão em meus contatos) e acabo saindo. Teve uma época que atrapalhou bastante meus estudos ao ponto de eu querer excluir o app do celular, mas agora tô de boa, tá perdendo a graça aquilo lá. Muito egocentrismo para o meu gosto.
      Sobre as terapias holísticas gosto mesmo de trocar ideias, sou aberta porque já fiz uso de algumas e acho super interessante, principalmente os métodos com argila.
      Se for o caso da posição, acredito que dificilmente eu ronque também, rs. Costumo dormir de lado ou de bruços.
      Tua mãe pelo visto só com muito Rivotril! hahahaha!
      Muito bom conversar contigo sempre poeta.
      Beijos e até mais!

      Excluir
  15. Nem me fale de pessoas que nos fazem mal,já passei por cada uma,só não conto aqui porque é muito pessoal e o blog é público.O jeito para mim foi afastar todos que estavam me puxando para baixo mas bem que eu queria me vingar mas estou ocupada demais comigo e se eles se ferrarem não vai fazer diferença para mim agora, mas vou achar engraçado se eu ficar sabendo de um estranho ou conhecido que eles se ferraram.Nossa aquela da menina do cosplay foi pra acabar,ainda se achando a assassina, parece mentira, poxa ninguém pra ajudar o guri, que pecado!Que bom que vc deu uma força para o que foi abusado, pode ser que ele teria se matado se não fosse sua companhia na hora, que legal ajudar alguém, admiro muito gente assim como vc que vai e ajuda.
    Beijokas*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vana, eu te entendo perfeitamente, também passei por coisas pessoais demais de pessoas que me fizeram mal. O que foi preciso fazer, praticamente o mesmo que tu fez, afastamento, não somente físico, mas psicológico, emocional. Procurar distração em energias boas como um bom seriado (quando me sinto down e quero ficar bem, nada como The Big Bang Theory, rs), aproximação de pessoas do bem, se possível viagens e passeios.
      O desejo de vingança, acredito eu, é automático em quase todos os seres humanos. Talvez hajam alguns mais evoluídos que não sintam isso, porém, acho que são pessoas raras. E não me refiro à vingança no ato, como a protagonista de Revenge. Refiro-me aos pensamentos, ao desejar o mal, ao querer ver as pessoas se ferrando diante dos nossos olhos. Ver a Lei do Retorno, Justiça Divina ou seja lá como a pessoa chama de acordo com sua crença, acontecendo. Mas hoje vejo que isso é tão pequeno e perda de tempo. Deixemos essas coisas para os medíocres de alma. Seguir adiante, estamos ocupadas demais conosco como bem disse.
      Vana, foi assustadora a atitude da menina. Acho que totalmente desnecessária já que o cara fez parte de sua vida e ela sabia bem como era a realidade da vida dele, o que vinha enfrentando em família. Quando penso que as pessoas não podem ser mais sórdidas, basta ligar o pc, onde elas demonstram seu (na real, sua falta de) caráter sem medo. Ela não foi a única, houve muitas piadas no Facebook pessoal dele que, por ser artista, vocalista de uma banda Screamo, precisava deixar as configurações públicas. Pessoas fazendo piadas com seu suicídio, piadinhas toscas do tipo "E Morreu" para baixo. Fora os "cristãos" destilando seu "amor" e condenando o cara ao inferno, tudo diante dos olhos da mãe.
      Mas eu admiro a força daquela mulher, como ela não tem a senha do perfil, não pediu o cancelamento porque denunciou para a PF os fakes e até perfis originais que estavam desrespeitando a memória de seu filho.
      Quanto ao Nick, era muito provável que se nenhum de nós tivesse feito algo, seu desfecho seria o mesmo do outro. Por sorte ele teve alguém que chamou por socorro, a senhora que assistiu à minha palestra, um socorro que o que conseguiu culminar o suicídio não teve. A minha indignação por aqueles que se diziam seus amigos, tinham o número de telefone da sua mãe e não fizeram nada é muito grande.
      Beijos e muito obrigada pelo comentário.

      Excluir

"Não compartilho meus pensamentos achando que vou mudar a cabeça de pessoas que pensam diferente. Compartilho meus pensamentos para mostrar às pessoas que já pensam como eu que elas não estão sozinhas". Autor desconhecido

"Ser feliz é saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta". Augusto Cury

É muito bom saber que gostou da postagem e irá comentar.
A moderação de comentários está ativada e tratarei de responder apenas o necessário, se houver.
Se tiver um blog, deixe a url no final do comentário para que possa encontrá-lo.
Comentários tais como ofensas, discriminação, divulgação de sorteios, de blogs ou que não tenham a ver com o conteúdo da postagem não serão publicados. Grata.

Mi F. Colmán

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"Enquanto eu estiver por aqui e me for possível, escrever continuará sendo a medicação mais forte e a terapia mais eficaz para a minha sobrevivência". Mi F. Colmán

Quem ri por último, Rivotril

Quem ri por último, Rivotril
Mais um Rivotril. O restinho dos ratos gritando somem. O restinho das pombas macabras somem. O restinho dos corvos somem. Todos para longe. Lá vai a mulher que assusta. Tati Bernardi.